Geração de 30 do Modernismo

O que foi, resumo, principais escritores e obras principais, características da segunda geração modernista na Literatura Brasileira e contexto histórico.


Viníciius de Moraes: um dos principais representantes da Geração de 30 do Modernismo
Viníciius de Moraes: um dos principais representantes da Geração de 30 do Modernismo

 

Introdução (o que foi)


O Modernismo foi um amplo movimento cultural surgido no Brasil na primeira metade do século XX, sobretudo na literatura e nas artes plásticas, cujo enfoque era a cultura brasileira. Costuma-se dividir esse movimento em três fases, e a chamada “Geração de 1930”, corresponde à segunda delas. Ela teria durado até 1945.



Contexto histórico


A década de 1930 foi marcada por vários acontecimentos: confronto entre liberalismo e comunismo; ascensão de regimes totalitários, como o nazista na Alemanha e o fascista na Itália; depressão econômica mundial; criação da Organização das Nações Unidas; popularização do rádio e do cinema. No Brasil, houve a ascensão e a queda de Getúlio Vargas ao poder; a crise da política café com leite; o aumento das migrações internas e a Intentona Comunista em 1935.



Principais características do movimento


A Geração de 1930 representava o aprofundamento e o amadurecimento das conquistas da primeira geração de 1922. Assim, permaneciam o uso dos versos livres (sem grandes preocupações com a métrica) e o emprego de vocabulário do dia a dia. A valorização da cultura nacional, proposta desde a primeira geração, foi alargada, e a questão linguística surgiu como elemento cultural para ser abordado literariamente. A abordagem do cotidiano continuou sendo explorada, mas os poetas se voltaram também para problemas sociais e históricos, manifestando inclusive inquietações existenciais e religiosas que ampliaram as proposições da fase anterior. Contrariando, no entanto, as propostas vanguardistas de 1922, a segunda geração modernista recuperou formatos estéticos, como as formas líricas fixas e o soneto.



Principais escritores e suas principais obras


- Carlos Drummond de Andrade (1902-1987): A Rosa do Povo (1945); A Bolsa e a Vida (crônicas e poemas, 1962).


- Murilo Mendes (1901-1975): Mundo Enigma, (1945); Contemplação de Ouro Preto (1954).


- Jorge de Lima (1893-1953): Poemas Escolhidos (1932); Livro de Sonetos (1949).


- Cecília Meireles (1901-1964): Romanceiro da Inconfidência (1953), Solombra (1963).


- Vinícius de Moraes (1913-1980): Livro de Sonetos (1956); Para Viver um Grande Amor (1962).


- Rachel de Queiroz (1910-2003): O Quinze (1930); Memorial de Maria Moura (1992).


- José Lins do Rego (1901-1957): Usina (1936); Fogo Morto (1943).


- Graciliano Ramos (1892-1953): Vidas Secas (1938); Memórias do Cárcere (póstuma, 1953).


- Érico Veríssimo (1905-1975): Olhai os Lírios do Campo (1938); O Tempo e o Vento (1949).


- Guimarães Rosa (1908-1967): Sagarana (1946); Grande Sertão: Veredas (1956).


- Clarice Lispector (1925-1977): Perto do Coração Selvagem (1944); A Paixão Segundo G. H. (1964).



Fontes:


https://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/3643331


http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo12178/
modernismo-segunda-geracao


https://pt.wikipedia.org/wiki/Modernismo_no_Brasil




Impressão Google+


Geração de 30 do Modernismo Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

História do Modernismo Brasileiro

Autor: Brito, Mário da Silva

Editora: Civilização Brasileira

Ano: 1978

Temas do livro: Literatura, História


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2018 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.