Cultura da França

As principais características e aspectos da cultura francesa atual.


Museu do Louvre: um dos principais museus da França e do mundo.
Museu do Louvre: um dos principais museus da França e do mundo.

 

Introdução


A essência da cultura francesa reside no lema “liberdade, igualdade e fraternidade”, que descreve a importância de certos valores no país. Durante grande parte de sua história, a França desempenhou um papel central na cultura europeia. Tendo alcançado o mercado mundial, seus estilos artístico, culinário e de vestuário influenciaram grande parte das nações ao redor do mundo.



Língua francesa


O francês, a língua oficial da França, tem sua origem no latim, no grego e em outras línguas vernáculas. No século XVIII, foi a língua oficial nos tribunais europeus, do direito e da administração. Ela cresceu ainda mais graças à criação da Academia Francesa, que padronizou a gramática. Hoje, o francês é uma das seis línguas oficiais reconhecidas pelas Nações Unidas, a língua oficial do Vaticano e da Otan, e a segunda língua estrangeira mais aprendida no mundo, com quase 120 milhões de estudantes.



Belas-artes e música


A França tem um grande número de pintores ilustres, entre os quais Renoir, Van Gogh, Monet, Cézanne, Degas, Manet, Poussin e Toulouse-Lautrec. Auguste Rodin é certamente o mais famoso escultor francês, e Le Corbusier marcou a era contemporânea da arquitetura francesa.


No campo da música, a França conta com muitos artistas importantes, como Gainsbourg, Ferrat, Nougaro, Hallyday e Montand. A canção francesa é inspirada na poesia e na literatura, de modo que Baudelaire, Rimbaud e Verlaine continuam sendo fontes de inspiração para muitos. A música clássica conheceu artistas como Berlioz, Offenbac e Débussy.




Museus


Os museus franceses são dedicados a uma ampla variedade de temas. Entre os mais famosos está o Museu do Louvre, que abriga, a Monalisa, de Leonardo da Vinci.



Alta costura


O termo alta costura está associado à moda francesa e significa roupas mais sofisticadas feitas à mão ou sob encomenda. Jean-Paul Gaultier, Christian Dior, Yves Saint Laurent, Christian Delacroix, Pierre Cardin (italiano naturalizado francês) e Louis Vuitton foram nomes que contribuíram para esse fenômeno.

 

Desfile de Moda, mulher com vestido preto

A moda e a alta costura são aspectos culturais muito valorizados na França.


Gastronomia


De suntuosos banquetes da Idade Média até hoje, a cozinha francesa é mundialmente reconhecida. Cada região tem suas especialidades, mas alguns dos pratos mais famosos incluem vinho e queijo. A França também tem muitos chefs prestigiosos, cujo mais famoso é provavelmente Auguste Escoffier. Os pratos franceses mais clássicos são o boeuf bourguignon (guisado de carne assada no vinho tinto, caldo de carne, cogumelo e temperos), e coq au vin (prato com frango, vinho da Borgonha, tiras de gordura de porco, champignons, cebolas e alho).

 

Boeuf Bourguignon: prato típico da culinária francesa

Boeuf Bourguignon: prato típico da culinária francesa.



Literatura

 

A literatura francesa apresenta grande tradição e ganhou impulso já durante a Idade Média. O país é um berço de grandes escritores e a população francesa se destaca por ser apreciadora da leitura. Atualmente, os romances, biografias, suspenses, históricos e dramas são os temas preferidos pelos leitores franceses. Os principais escritores franceses contemporâneos são: Jöel Dicker (francófono), David Foenkinos, Luc Ferry, Romain Gary e Chantal Thomas.

 

 

Folclore francês

 

O folclore da França é formado pelas muitas culturas regionais e influências históricas que moldaram o país ao longo dos séculos. Um dos aspectos mais encantadores do folclore francês é sua coleção de contos de fadas e lendas, que se tornaram famosos em todo o mundo. Contos clássicos como "A Bela e a Fera", "O Gato de Botas" e "Barba Azul" têm origem na França, escritos por autores como Charles Perrault e Madame d'Aulnoy no século XVII. Essas histórias, frequentemente ambientadas em florestas místicas e grandes castelos, refletem os tons românticos e, às vezes, sombrios do folclore francês, misturando o mágico com o moral. Elas têm sido transmitidas através das gerações, capturando a imaginação de crianças e adultos.


O folclore na França também se entrelaça profundamente com seus costumes e tradições regionais, cada área oferecendo sua própria mistura de lendas e mitos. Por exemplo, na Bretanha, a forte influência celta deu origem a uma riqueza de histórias folclóricas, envolvendo fadas, espíritos e o famoso Ankou, uma personificação da morte. Enquanto isso, na Provença, as histórias frequentemente apresentam elementos da vida provençal, como a Tarasque, um dragão temível que diziam ter aterrorizado a cidade de Tarascon. Festivais locais e tradições muitas vezes têm suas raízes nesses elementos folclóricos, mostrando a diversidade da cultura francesa. As diferenças regionais no folclore são um testemunho da variada história da França, com influências celtas, galo-romanas e cristãs medievais.


Além disso, o folclore francês não se limita apenas a contos e lendas; ele também abrange uma variedade de superstições, remédios populares e práticas tradicionais. Muitas superstições francesas estão relacionadas à sorte e ao amor, como a prática de tocar ferro (equivalente a bater na madeira) para afastar o azar, ou a crença em vários amuletos e poções de amor. Os remédios populares, frequentemente passados de geração em geração, refletem uma conexão profunda com a natureza e uma dependência do conhecimento herbal.

 

 



Por Equipe Sua Pesquisa (revisado por Jefferson Ramos).

 




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Seja fluente na cultura e modo de vida da França

Autor: Thomas, Neil

Editora: Larousse


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.