Peronismo e suas características

A doutrina política peronista foi criada na Argentina por Juan Domingo Perón.


Juan Domingo Perón: representante máximo do Peronismo na Argentina
Juan Domingo Perón: representante máximo do Peronismo na Argentina

 

O que foi: definição histórica

 

O Peronismo foi um movimento político, econômico e social, que surgui na Argentina em meados da década de 1940. Foi criado e teve como seu principal representante o presidente argentino Juan Domingo Perón (daí a origem do nome do movimento).

 

O Peronismo teve como base de sustentação política e ideológica o Partido Justicialista, também conhecido como Partido Peronista.

 

O movimento peronista comandou politicamente a Argentina em grande parte da segunda metade do século XX. Até hoje, muitas características do peronismo ainda estão influenciando a política argentina, embora de forma menos significativa, pois estão arraigadas na cultura do país.

 

As principais características do peronismo são:

 

- Ações políticas com fortes características populistas. O populismo é considerado uma das principais características do Peronismo.

 

- Fortalecimento da imagem do líder (presidente) como estratégia de aproximá-lo ao povo. O presidente era visto como sendo uma espécie de "pai do povo".

 

- Adoção de medidas econômicas populares, principalmente no sentido do assistencialismo social aos mais pobres.

 

- Aproximação e cooptação dos sindicatos de trabalhadores.

 

- Defesa de valores nacionalistas.

 

- Aproximação das classes populares.

 

- Defesa da nacionalização de serviços públicos.

 

- Adoção de medidas trabalhistas e reformas sociais.

 

- Identificação, embora não muito significativa, com ideais socialistas. Na Argentina, o peronismo é visto como um movimento de esquerda.

 

- Defesa da democracia, desde que ela esteja a favor das necessidades populares.

 

- Defesa de ações econômicas contrárias ao liberalismo.

 

María Estela Martínez de Perón

María Estela Martínez de Perón (Isabelita Perón): presidente da Argentina entre 1974 e 1976 e exemplo de política peronista.



Governos peronistas da Argentina:

 

- Primeiro governo de Juan Domingo Perón (1946 a 1955).

 

- Governo Héctor Cámpora (25 de Maio de 1973 até 13 de Julho do mesmo ano).

 

- Isabel Martínez de Perón (1974 a 1976).

 

- Governo Carlos Menem (1989 a 1999)

 

Curiosidade histórica:

 

- O Peronismo possui várias semelhanças com o Getulismo (forma de governar de Getúlio Vargas no Brasil). Entre as principais, podemos citar o populismo e o nacionalismo.

 

Campóra e Menem dois ex-presidentes peronistas da Argentina

Héctor Campóra (esquerda) e Carlos Menem (direita) dois ex-presidentes peronistas da Argentina.

 

 

TEXTO COMPLEMENTAR: BIOGRAFIA RESUMIDA DE JUAN DOMINGO PERÓN

 

Perón foi um militar e político argentino, tendo ocupado a presidência da Argentina em três mandatos. Sua forma de governar e doutrina política é conhecida como peronismo.

 


Juan Domingo Perón nasceu na cidade de Lobos, localizada na província de Buenos Aires, em 8 de outubro de 1895. Seu pai tinha uma pequena propriedade rural, onde ele passou os primeiros anos.


Com sua família, Perón mudou-se em 1899 para a Patagônia argentina, região mais ao sul.


Matriculou-se no Colégio Militar de La Nación em 1911, deixando a instituição como subtenente de infantaria. Depois ingressou na Escola Militar de Guerra, concluindo a graduação em 1929. Uniu-se a Aurélia Tizón, que faleceu em 1937 vítima de câncer de útero.


Perón escreveu artigos e dois livros, esses últimos foram usados nas escolas do Exército.


Ministrou aulas de História Militar na Escola Superior de Guerra.


Após se tornar Major do Exército em 1936, trabalhou como adido militar na Embaixada da Argentina no Chile.


No ano seguinte, já como tenente-coronel, Perón participou na Europa da missão de estudo organizada pelo exército argentino. Nessa oportunidade, especializou-se em infantaria de regiões montanhosas. Depois de viajar por vários países europeus, retornou à Argentina em 1941.


Fundou o Grupo de Oficiais Unidos em 1943. No mesmo ano participou do complô militar que destituiu o presidente Ramon Castillo do poder. Como membro do novo governo, chefiou o Departamento Nacional do Trabalho e Bem-Estar Social. Conquistou a admiração dos trabalhadores.


Em 1945, quando o governo do qual Perón participava sofreu um golpe civil militar e esse foi detido, líderes sindicalistas exigiram sua libertação. Depois de solto, Perón discursou para cerca de 300 mil pessoas e suas palavras foram retransmitidas por rádio.


Casou-se em 1945 com Maria Eva Duarte de Perón, chamada pela população de Evita. Essa também faleceu poucos anos depois.


Venceu as eleições para presidente em 1946, exercendo seu primeiro mandato até 1952. Ofereceu vários benefícios aos trabalhadores, como criação do décimo-terceiro salário e diminuição da jornada de trabalho.


Perón foi reeleito para um segundo mandato, que se iniciou em 1952. Ele expandiu a política distributiva, melhorando os setores de educação e saúde pública.


Em setembro de 1955 Perón é deposto por um golpe militar. Exilou-se na Espanha, mas continuou popular entre seus compatriotas. Na Espanha, em 1961, casou-se com a dançarina Maria Estela Martínez, que tinha o nome artístico de Isabel. Era conhecida como Isabelita Perón pelos argentinos.


Após a convocação de eleições presidenciais pelo general que estava no poder, Perón retorna à Argentina. A dupla (presidente e vice-presidente) vencedora das eleições desiste e convoca eleições em setembro de 1973. Perón concorreu pelo Partido Justicialista, que ele mesmo fundou, com sua esposa como vice. Venceu as eleições com mais de 60% dos votos.


O terceiro mandato foi interrompido por sua morte em 1º de julho de 1974. Isabelita assumiu a presidência, mas foi derrubada por um golpe militar em 1976.

 

Foto de Juan Domingo Perón recebendo os atributos de presidente

Juan Domingo Perón (esquerda) na cerimônia de posse (primeiro mandato) em 1946.




Você sabia?

 

- Perón também foi escritor. Escreveu vários livros, principalmente de História, Política e Estratégias Militares.

 

- Perón chegou ao posto de Tenente-General do exército argentino.

 

Juan Domingo Perón fazendo discurso pelo rádio

Juan Domingo Perón fazendo discurso pelo rádio (foto de 1949)

 

 

 



atualizado em 30/11/2021

Autor: Professor Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Peronismo e suas características Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Estudos sobre as origens do Peronismo

Autor: Murmis, M.

Editora: Brasiliense

 

Fontes de referência do texto:

 

- CATROGA, Fernando. Memória, História e Historiografia. Coimbra: Quarteto, 2001.


- DANTAS, José. História Geral. São Paulo: Moderna, 1995.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2022 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.