Arte Gótica Medieval

Conheça as principais características do estilo gótico, principais artistas e o contexto histórico.


Catedral de Burgos (Espanha): exemplo da Arte Gótica na Arquitetura Medieval
Catedral de Burgos (Espanha): exemplo da Arte Gótica na Arquitetura Medieval


Introdução histórica - o que foi

 

A Arte Gótica foi o estilo artístico característico da Baixa Idade Media na Europa. Teve início por volta do século XII e se desenvolveu até o século XVI, quanto teve início uma nova fase artística: o Renascimento.

 

Este estilo artístico se manifestou na pintura, na escultura e, principalmente, na arquitetura das igrejas, catedrais, castelos, palácios e prédios públicos.

 

Embora tenha sido o estilo característico da Idade Média, muitos artistas plásticos europeus, do século XVIII, da época do Romantismo, resgataram este estilo medieval e pintaram no estilo gótico. Este estilo posterior ficou conhecido como Neogótico.

 

Contexto histórico

 

A Arte Gótica esteve muito ligada ao contexto histórico medieval. Ela expressou o domínio da Igreja Católica nas áreas espiritual, política e social. O gótico está muito ligado ao teocentrismo do período, ou seja, a ideia de Deus no centro de todas as coisas.

 

De certa forma, muitas técnicas e características do estilo gótico mostram uma transição do estilo românico, próprio da Alta Idade Média, em direção ao Renascimento.



Principais características da Arte Gótica Medieval:

 

- Na arquitetura, se destacaram os entalhes intrincados e os pináculos pontiagudos. As construções são altas, mostrando a intenção de deixar o homem mais “próximo” fisicamente de Deus.

 

- Fez oposição ao estilo austero e pesado da Arte Românica.

 

- Paredes e estruturas mais leves, com a construção e uso do arco quebrado (ogival), do arcobotante e do contraforte.

 

- Nos campos da pintura e escultura, os artistas góticos buscaram a leveza, a elegância, a graça e a tridimensionalidade (em oposição as pinturas chapadas do estilo românico).

 

- Desenvolvimento da arte dos vitrais (desenhos montados com pedaços de vidros coloridos), presentes em grande parte das catedrais e igrejas góticas.

 

- Ressurgimento (resgate do clássico antigo) das pinturas de paisagens, embora de forma pouco intensa.

 

- Os temas religiosos, principalmente ligados ao Cristianismo, prevaleceram como centro das cenas retratadas pelos pintores góticos.

 

- Muitos artistas góticos passaram a utilizar a técnica da pintura a óleo, como um recurso para o uso de maior diversidade de cores (em comparação ao estilo românico).

 

- Neste período, se destacaram também os afrescos, principalmente em paredes e tetos de capelas, igrejas e catedrais católicas.

 

- No campo das representações pictóricas de livros, se destacaram às iluminuras (presença de detalhes em dourado).

Anunciação, pintura de Fra Angélico
Anunciação, pintura de Fra Angélico.



Exemplos de artistas góticos:

 

- Fra Angélico (pintor italiano medieval).

 

- Duccio (pintor italiano do final do século XIII e início do XIV).

 

- Giotto di Bondone (pintor italiano do século XIV).

 

- Gil de Siloé (escultor espanhol do século XV).

 

- Berlinghiero Berlinghieri (pintor gótico italiano do começo do século XIII).

 

- Lorenzo Monaco (ilustrador italiano).

 

- Simone Martini (ilustrador e pintor italiano do século XIV).

 

- Os irmãos Limbourg (três ilustradores holandeses do século XV).

 

- Paolo Ucello (pintor florentino do século XV).

 

- Jan Van Eick (pintor flamengo do século XV).

 

- Bernat Martorell (pintor gótico catalão do século XV).

 

- Ferrer Bassa (pintor espanhol do século XIV).

 

- Hans Memling (pintor gótico alemão do século XV).

 

- Giovanni del Biondo (pintor gótico italiano do século XV).

 

Apresentação da Virgem no Templo, pintura de Giotto

Apresentação da Virgem no Templo, obra de Giotto (exemplo de pintura gótica).

 

 

 

Pintura São Jorge matando o dragão, de Bernart Martorell

São Jorge matando o dragão: pintura de Bernart Martorell.

 

 

Retrato de uma Velha Senhora, obra de Hans Memling

Retrato de uma Velha Senhora (1470): pintura de Hans Memling.

 

 

 



Artigo publicado em: 10/09/2018 - revisado em 13/08/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Arte Gótica Medieval Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Como reconhecer a Arte Gótica

Autor: Gozzoli, Maria Cristina

Editora: Edições 70 - Brasil


Fontes de referência do texto:

 

- PROENÇA, Graça. História da Arte. São Paulo: Editora Ática, 2018.

 

- PARRAGON BOOKS. História da Arte – Arquitetura, Pintura, Escultura, Artes Gráficas e Design. Londres: Parragon Books, 2012.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.