Alexander Kerensky

Alexander Kerensky foi um advogado, político e líder revolucionário russo.


Kerensky: um dos líderes da Revolução Russa de 1917
Kerensky: um dos líderes da Revolução Russa de 1917

 

Quem foi

 

Alexander Fyodorovich Kerensky foi um advogado e político russo. Porém, ganhou notoriedade como líder revolucionário ao participar do processo da Revolução Russa de 1917 que derrubou o regime czarista no país e implantou o socialismo. Foi presidente do Governo Provisório Russo entre 21 de julho e 8 de novembro de 1917.




Um socialista moderado

 

Alexander Kerensky foi uma figura política chave durante a Revolução Russa, servindo como o segundo primeiro-ministro do Governo Provisório Russo até ser derrubado pelos bolcheviques. Kerensky era um socialista moderado e acreditava em um sistema político que pudesse acomodar vários partidos e interesses políticos.



Biografia resumida

 

Alexandre Kerensky nasceu na cidade russa de Simbirsk, em 04 de maio de 1881.

 

Formou-se em Direito, em 1904, pela Universidade de São Petersburgo.

 

Após o “Domingo Sangrento”, passou a militar no movimento revolucionário russo, que defendia o fim do regime czarista de Nicolau II.

 

Foi preso e libertado em 1906, momento em que decidiu fazer oposição legal ao regime do czar, ao invés de militar em grupos subversivos.

 

Foi eleito deputado para a Duma em 1912, atuando no grupo moderado dos trudoviques. Agiu denunciando os abusos de poder do czar Nicolau II e fazendo propaganda das ideias revolucionárias.

 

Em 1916, liderou a Duma nos ataques ao regime czarista.

 

Em 1917, quando estourou a Revolução Russa, Kerensky foi um dos líderes de maior destaque. Foi eleito vice-presidente do Sovietes (conselhos operários) de Petrogrado. Dirigiu tropas aliadas à Duma e ordenou o afastamento de ministros do regime czarista. No mesmo ano, participou da composição do novo governo.

 

Ainda em 1917, foi ministro da justiça e depois ministro da guerra. Finalmente, foi escolhido como presidente do Governo Provisório em julho de 1917.

 

Na conhecida Segunda Revolução Russa de Outubro de 1917, o governo de Kerensky foi derrubado pelos bolcheviques, liderados por Lênin.

 

Perseguido pelos bolcheviques, Kerensky viveu exilado em Paris até 1940. Logo em seguida, foi viver em Nova York, dedicando-se a escrever sobre política e História da Rússia. Participou neste período de vários programas de rádio como comentarista.

 

Faleceu aos 89 anos, em 11 de junho de 1970, na cidade de Nova York (EUA).

 

Alexander Kerensky em pé segurando uma folha.

Alexander Kerensky numa foto de 1917, ano da Revolução Russa.



Ideias e atuações de Kerensky sobre a Revolução Russa:

 

Adoção do Socialismo Democrático: Kerensky era membro do Partido Socialista Revolucionário e acreditava no socialismo democrático. Ele apoiou a reforma agrária e os direitos dos trabalhadores, mas também acreditava na necessidade de liberdades políticas, como a liberdade de expressão e de reunião.


Continuação na guerra: uma das decisões mais controversas de Kerensky durante seu mandato como primeiro-ministro foi seu compromisso de continuar a participação russa na Primeira Guerra Mundial. Ele acreditava que a Rússia deveria honrar seus compromissos com seus aliados, apesar do significativo oposição interna à guerra. Esta decisão minou muito sua popularidade e apoio.


Oposição aos bolcheviques: Kerensky se opôs fortemente aos bolcheviques e seu líder, Vladimir Lenin. Ele via sua abordagem radical e rejeição do pluralismo político como perigosa. Quando os bolcheviques tentaram tomar o poder em julho de 1917, o governo de Kerensky prendeu muitos líderes bolcheviques. No entanto, seu fracasso em abordar questões importantes, como a guerra, a reforma agrária e a escassez de alimentos, levou ao declínio do apoio de seu governo e à eventual derrubada pelos bolcheviques na Revolução de Outubro.


Democracia Constitucional: Kerensky tentou estabelecer um sistema político que fosse uma democracia constitucional. Ele queria um sistema que pudesse representar a ampla gama de crenças políticas na Rússia, de conservadores a socialistas. No entanto, seus esforços foram frustrados pela contínua agitação social, guerra e oposição política.

 

 

 

Principais obras (livros) de Kerensky:

 

- O prelúdio para o bolchevismo (1919)

 

- A Catástrofe (1927)

 

- A crucificação da liberdade (1934)

 

- A Rússia e o ponto da virada da História (1966)

 

Alexander Kerensky fazendo um discurso em Washington D.C. em 1938.

Alexander Kerensky fazendo um discurso em Washington D.C. (EUA) (foto de 1938).

 

 

 




Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

25 de outubro de 1917 - A Revolução Russa

Autor: Clemesha, Arlene

Editora: IBEP


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.