Reinos Bárbaros

História, formação, principais reinos bárbaros germânicos na Idade Média, localização, fundadores


Germânicos: fundadores dos Reinos Bárbaros
Germânicos: fundadores dos Reinos Bárbaros

 

História da formação e principais características


Os povos germânicos (chamados de bárbaros pelos romanos) invadiram o Império Romano do Ocidente entre o final do século IV e meados do século VI. Ao penetrarem na Europa, se estabeleceram em várias regiões, formando reinos. Nestes reinos, ocorreu a fusão entre a cultura romana e a destes povos germânicos. Estes reinos bárbaros podem ser considerados como sendo os germes da formação territorial dos países atuais da Europa.

 

Os reinos bárbaros eram governados pelos chefes das tribos germânicas e por seus descendentes. Foram estes líderes que ficaram com as melhores terras, sendo os antecessores dos senhores feudais durante o Feudalismo. Possuíam certa estrutura administrativa e funcionavam como reinos independentes.

 

Se por um lado o cristianismo foi sendo, aos poucos, incorporado como religião pelos povos germânicos o sistema de estrutura administrativa fragmentada, de origem germânica, foi mantida durante grande parte da Idade Média.

 

Os reinos bárbaros (germânicos) na Europa Medieval, período de reinado e suas localizações:


- Reino dos Suevos (409-585) – região noroeste da Península Ibérica.

 

- Reino dos Anglo-Saxões  (450-1035) – faixa leste da Grã-Bretanha.

 

- Reino dos Bretões (500-1532) - região oeste da Grã-Bretanha e Noroeste da França).

 

- Reino dos Vândalos (429-534) – ilhas da Córsega, ilha da Sardenha e costa norte da África.

 

- Reino dos Ostrogodos (493-553) – territórios da atual Itália, Áustria, Sérvia, Eslovênia, Montenegro e Albânia.

 

- Reino dos Visigodos (472-711) – região central e norte da Península Ibérica.

 

- Reino dos Burgúndios (443-534) – região central da Europa (região sul da atual Alemanha e Suíça).

 

- Reino dos Francos (481-814) – foi um dos principais reinos germânicos durante a Alta Idade Média, principalmente durante o reinado de Carlos Magno. Estava localizado nos territórios das atuais França e Bélgica. Foi o reino que teve, entre todos eles, maior tempo de duração, tornando-se um império, conhecido como o Império Carolíngio.

 

- Reino dos Alamanos (213-512) – território da atual República Tcheca.


- Reino dos Bávaros (século III ao século III) - principalmente o território do sul da Alemanha).


- Reino Turíngio (280-531) - região norte da Alemanha.


Imagem de três reis visigodos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Os reis visigodos Quindasvinto, Recesvinto e Égica.

 

 

Última revisão: 31/01/2020
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Reinos Bárbaros Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Os Reinos Bárbaros
Autor: Ramos, Luciano
Editora: Ática
Temas: História, Idade Média, Feudalismo

 

 

Fontes de pesquisa consultadas para a elaboração do texto:

 

- ARRUDA. José Jobson de Andrade. História Antiga e Medieval. São Paulo: Editora Ática, 1988.

 

- SILVA, Marcelo Cândido da. História Medieval. São Paulo: Contexto, 2019.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.