Pólis Grega

O que foi, história, organização da pólis, área, independência, resumo, características, cidades-estado da Grécia Antiga


Acrópolis: principal área das pólis na Grécia Antiga (foto: ruínas da Acrópolis de Atenas)
Acrópolis: principal área das pólis na Grécia Antiga (foto: ruínas da Acrópolis de Atenas)

 

Características, organização e informações sobre as pólis da Grécia Antiga 


As pólis gregas eram as cidades-estado da Grécia Antiga. Estas cidades possuíam um alto nível de independência, ou seja, tinham liberdade e autonomia política e econômica.

 

Nas pólis não existia separação entre as áreas rural e urbana, nem existiam relações de dependência. Muitos habitantes das pólis, principalmente da nobreza, habitavam em casas de campo.

 

O centro político-administrativo das pólis era a Acrópoles (geralmente a região mais alta da cidade-estado). Na Acrópoles se encontravam o templo principal da pólis, os edifícios públicos, a Ágora (espaço em que ocorriam debates e decisões políticas) e a Gerúsia.

 

Ao redor da pólis havia uma espécie de cinturão rural, onde eram produzidos grande parte dos alimentos necessários para a manutenção da pólis. Esta organização reforçava ainda mais a autonomia das pólis.

 

As áreas ocupadas pelas pólis não eram de grande extensão. Em média tinham de 200 a 500 km². Atenas, uma das pólis mais populosas e prósperas da época, era uma exceção, pois possuía cerca de 2.500 km².




Impressão Google+


Pólis Grega Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

- Pólis Grega e práxis política
  Autor: Dalva, Oscar e outros
  Editora: ABC
  Temas: Filosofia


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2018 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.