Indianismo no Romantismo e suas características

Conheça as principais características do indianismo na literatura do Romantismo brasileiro e os principais escritores indianistas e suas obras.


Indianismo: valorização do índio na literatura do Romantismo
Indianismo: valorização do índio na literatura do Romantismo

 

Introdução - o que foi

 

O Indianismo foi uma tendência do Romantismo na literatura brasileira, principalmente da Primeira Geração Romântica. Os escritores desse período buscaram, em suas obras (romances e poesias), valorizar a figura do índio brasileiro.

 

Principais características do Indianismo:

 

- O índio é apresentado como um herói, que guarda valores humanos especiais (coragem, honestidade, respeito, força, equilíbrio emocional, etc.). Ele é o representante dos valores puros da natureza, em contraposição aos vícios e defeitos do homem branco moderno (daquele período).

 

- O índio brasileiro é apresentado e defendido como sendo um representante da identidade nacional, sendo, portanto, um “verdadeiro brasileiro”.

 

- A história dos povos indígenas é apresentada como como um período legendário. O europeu é tratado como o ser humano corrupto e de valores degradados, enquanto o índio é o puro e inocente nativo.

 

- Valorização das línguas indígenas, costumes, tradições e outros aspectos culturais.

 

- O indianismo foi marcado por forte ufanismo, patriotismo e nacionalismo. Todos esses aspectos estavam voltados para a figura do índio, sua história e cultura.



Principais autores (escritores) do Romantismo que são considerados indianistas:

 

- José de Alencar (1829-1877): um dos grandes representantes da literatura brasileira. O indianismo aparece, principalmente, nas obras O Guarani (1857) e Iracema (1865).

 

- Gonçalves de Magalhães (1811-1882): professor, político e poeta romântico brasileiro. Suas principais obras de caráter indianista foram: A Confederação de Tamoios (1857) e Os Indígenas do Brasil perante a História (1860).

 

- Gonçalves Dias (1823-1864): advogado, jornalista, poeta e dramaturgo maranhense. Suas principais obras indianistas foram: I-Juca- Pirama (1851), Os Timbiras (1857) e Canção do Tamoio (1864).

 

O Guarani, obra indianista de José de Alencar

O Guarani (1857) de José de Alencar: uma das principais obras do Indianismo na Literatura Brasileira.

 




 

Artigo publicado em: 26/09/2019

Por Elaine Barbosa de Souza
Graduada em Letras (Português e Inglês) pela FMU (2002).




Você também pode gostar de:


Indianismo no Romantismo e suas características Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

O índio antes do Indianismo

Autor: Bastos, Alcmeno

Editora: 7 Letras

 

Fontes de referência do texto:

 

- CEREJA, William; COCHAR, Teresa. Literatura Brasileira. São Paulo: Atual Editora, 2013.

- FRANCHETTI, Paulo. Estudos da Literatura Brasileira e Portuguesa. São Paulo: Ateliê Editorial, 2007.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.