Acádios

Os acádios foram um povo que habitou a Mesopotâmia na Antiguidade.


Sargão I, o Grande: um dos principais reis dos acádios
Sargão I, o Grande: um dos principais reis dos acádios

 

Quem foram os acádios?

 

Os acádios foram um povo da Mesopotâmia, que dominou a região por volta de 2.400 a.C, durante a Idade do Bronze.

 

Foi no reinado do monarca acádio Sargão, o Grande (1820 a.C. a 1881 a.C.), que ocorreu a unificação entre o sul e o norte da Mesopotâmia. Nesse processo, os acádios dominaram os sumérios da região e incorporaram vários de seus aspectos cultuais.

 

No reinado de Sargão e seus sucessores próximos, os acádios chegaram a constituir um importante império na região do Oriente Médio.

 

Porém, o império durou apenas cerca de 180 anos. Em 2.150 a.C., os gútios, povos originários do leste da Mesopotâmia, invadiram e dominaram os acádios.

 

Uma das hipóteses para o enfraquecimento do Império Acádio foi uma seca de grandes proporções, que atingiu a região no século XXII a.C. Esse fenômeno climático gerou muitos prejuízos agrícolas, afetando a arrecadação de impostos e manutenção do exército acádio.

 

 

O IMPÉRIO ACÁDIO

 

 

Duração do império

 

O primeiro império a governar toda a Mesopotâmia foi um império acádio. Durou cerca de 200 anos, de 2.300 a.C. a 2.100 a.C.



Início do Império Acádio



Os acadianos viviam no norte da Mesopotâmia, enquanto os sumérios viviam na região sul. Eles tinham um governo e uma cultura semelhantes aos sumérios, mas falavam um idioma diferente. O governo era composto de cidades-estados individuais. Cada cidade tinha seu próprio governante, que controlava a cidade e a áreas vizinhas. Inicialmente, essas cidades-estados não estavam unidas e muitas vezes guerreavam entre si.



Com o tempo, os governantes acadianos começaram a ver vantagens de unir muitas de suas cidades sob uma única nação e governo. Eles começaram a formar alianças e trabalhar juntos.



O Império cresce



Nos duzentos anos seguintes, o Império Acádio continuou a se expandir. Eles atacaram e conquistaram os elamitas ao leste. Eles se mudaram para o sul para Omã. Eles chegaram a oeste até o mar Mediterrâneo e a Síria.



Naram-Sin



Um dos grandes reis de Acádia foi Naram-Sin. Ele era neto de Sargão I, o Grande. Naram-Sin governou por mais de 50 anos. Ele reprimiu revoltas e expandiu o império. Seu reinado é considerado o auge do Império Acádio.



Queda do Império



Em 2.100 a.C., a cidade suméria de Ur voltou ao poder conquistando a cidade de Acádia. O Império agora era governado por um rei sumério, mas ainda estava unido. O império ficou mais fraco, no entanto, e acabou sendo conquistado pelos amorreus por volta de 2.000 a.C.

 

Relevo mostrando o rei acádio Naram-Sin eliminando os inimigos

Estela mesopotâmica mostrando o rei acádio Naram-Sin eliminando os inimigos.

 

Você sabia?

 

- Os acádios falavam uma língua acadiana, que era de origem semítica oriental.

 

Relevo mostrando uma guerra dos acádios com outro povo

Relevo mostrando uma guerra dos acádios com outro povo, que está sendo dominado.

 

 

TEXTO COMPLEMENTAR: SARGÃO I, O GRANDE

 

Sargão I, o Grande, foi um importante rei acádio da Mesopotâmia. Seu reinado durou 56 anos e foi de 2356 a.C. a 2300 a.C. 

 

Em função de suas conquistas militares, ficou conhecido como “soberano dos quatro cantos da Terra”.

 

Entre suas principais realizações, podemos citar:

 

- Unificou politicamente a região central com o sul da Mesopotâmia.

 

- Dominou os sumérios.

 

- Durante seu reinado, o Império Acádio foi da Mesopotâmia até parte do Pensínsula Arábica, região do atual Irã e Síria e regiões da Anatólia. Essas regiões foram conquistadas militarmente pelos acádios.

 

- Durante seu reinado, os acádios absorveram diversas características da cultura suméria. Um dessas características foi o registro da língua semítica em caracteres da escrita cuneiforme (antiga escrita da Mesopotâmia).

 

Curiosidades históricas:

 

- Na língua acadiana, o nome Sargão significa “o rei legítimo”.

 

- De acordo com uma lenda acádia, Sargão I era filho ilegítimo de uma sacerdotisa. De acordo com Moises (personagem bíblico) ele foi abandonado pela mãe, dentro de uma cesta de junco, nas águas do rio Eufrates. Quem o encontrou e o criou foi um jardineiro.

 

Cabeça de bronze de Sargão I

Sargão I: um dos principais reis do Império Acádio.

 

 

 



atualizado em 09/06/2021


Por: Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Acádios Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Dos sumérios a Babel - Mesopotâmia, história, civilização e cultura

Autor: Mella, Federico A. A.

Editora: Hemus


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.