Consequências da Primeira Guerra Mundial

A Primeira Guerra Mundial gerou diversas consequências na Europa e foi uma das causas da 2ª Guerra.


Primeira Guerra Mundial: milhões de mortos e feridos
Primeira Guerra Mundial: milhões de mortos e feridos


Principais Consequências da Primeira Guerra Mundial:

 

Durante a Primeira Guerra Mundial morreram, aproximadamente, 9 milhões de pessoas (entre civis e militares). O número de feridos, entre civis e militares, ficou em cerca de 30 milhões.

 

Desenvolvimento de vários armamentos de guerra como, por exemplo, tanques de guerra e aviões.

 

Desintegração dos impérios Otomano e Austro-Húngaro.

 

Surgimento de novas nações na Europa: Iugoslávia, Hungria, Polônia, Tchecoslováquia, Lituânia, Letônia, Estônia e Finlândia.

 

Ascensão e fortalecimento dos Estados Unidos no cenário político e militar mundial.

 

Criação da Liga das Nações, com o objetivo de garantir a paz mundial.

 

Assinatura do Tratado de Versalhes que impôs uma série de penalidades a derrotada Alemanha.

 

Geração de crise econômica na Europa, em função da devastação causada pela Grande Guerra e também dos elevadíssimos gastos militares.

 

Fortalecimento e desenvolvimento da industrialização brasileira.

 

Surgimento do sentimento de revanchismo na Alemanha, em função das duras penalidades impostas pelo Tratado de Versalhes.

 

Questões problemáticas, que não foram resolvidas na Grande Guerra, ressurgiram na década de 1930 e influenciaram na origem da Segunda Guerra Mundial.

 

Severa crise econômica mundial, que teve início nos Estados Unidos em 1929.

 

Quatro dinastias imperiais ruíram como consequência da guerra: os Habsburgos da Áustria-Hungria, os Hohenzollerns da Alemanha, o sultanato do Império Otomano e os Romanovs da Rússia.

 

O movimento em massa de soldados e refugiados durante a Primeira Guerra Mundial contribuiu para a propagação de uma das pandemias de influenza mais mortais do mundo, conhecida como gripe espanhola.

 

A Primeira Guerra Mundial teve grande influência na Rússia, favorecendo a Revolução de Outubro no país e colocando os bolcheviques ao poder.

 

O mapa da Europa foi permanentemente alterado, com territórios sendo divididos entre as potências aliadas vitoriosas após a Primeira Guerra Mundial. Neste sentido, houve também uma grande modificação na geopolítica da região.

 

Criação de condições favoráveis para o surgimento de regimes fascistas na Europa (principalmente na Itália e Alemanha).

 

Mussolini e Hitler

Surgimento dos regimes fascistas na Europa: uma das consequências da Primeira Guerra Mundial (foto: Mussolini e Hitler).

 

 




Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

A Primeira Grande Guerra:  o confronto de imperialismos
Autor: Janotti, Maria de Lourdes Monaco
Editora: Atual


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.