Teatro Grego: história e características

O teatro foi um aspecto importante da cultura grega antiga.


Ruínas de um teatro grego
Ruínas de um teatro grego

 

Introdução 

 

Um dos aspectos mais significativos da cultura grega antiga foi o teatro. Os gregos o desenvolveram de tal forma que até os dias atuais, artistas, dramaturgos e demais envolvidos nas artes cênicas sofrem a influência suas influências. Diversas peças teatrais criadas na Grécia Antiga são até hoje encenadas.

 

Contexto histórico da origem do teatro grego

 

O teatro grego surgiu a partir da evolução das artes e cerimônias gregas como, por exemplo, a festa em homenagem ao deus Dionísio (deus do vinho e das festas). Nesta festa, os jovens dançavam e cantavam dentro do templo deste deus, oferecendo-lhe vinho. Com o tempo, esta festa começou a ganhar uma certa organização, sendo representada para diversas pessoas.

 

Aspectos e principais características do teatro grego antigo 

 

Durante o período clássico da história da Grécia (século V a.C.) foram estabelecidos os estilos mais conhecidos de teatro: a tragédia e a comédia. Ésquilo e Sófocles são os dramaturgos de maior importância desta época. A ação, diversos personagens e temas cotidianos foram representados nos teatros gregos desta época.

 

Não podemos deixar de destacar também o dramaturgo ateniense Aristófanes. Suas comédias eram fortes sátiras que criticavam diversos aspectos sociais e políticos da sociedade ateniense.

 

Nesta época clássica foram construídos diversos teatros ao ar livre. Eram aproveitadas montanhas e colinas de pedra para servirem de suporte para as arquibancadas. A acústica (propagação do som) era perfeita, de tal forma que a pessoa sentada na última fileira (parte superior) podia ouvir tão bem a voz dos atores, quanto quem estivesse sentado na primeira fileira.

 

Os atores representavam usando máscaras e túnicas de acordo com o personagem. Muitas vezes, eram montados cenários bem decorados para dar maior realismo à encenação.

 

Os temas mais representados nas peças teatrais gregas eram: tragédias relacionadas a fatos cotidianos, problemas emocionais e psicológicos, lendas e mitos, homenagem aos deuses gregos, fatos heroicos e críticas humorísticas aos políticos. Os atores, além das máscaras, utilizam muito os recursos da mímica. Muitas vezes a peça era acompanhada por músicas reproduzidas por um coral.

 

Exemplos de máscaras usadas no teatro grego.

Exemplos de máscaras usadas no teatro grego.



Principais dramaturgos da Grécia Antiga e suas obras mais importantes:

 

- Ésquilo: foi o criador da tragédia grega. Suas principais obras foram: Os sete contra Tebas, Prometeu acorrentado e Os persas.

 

- Sófocles: outro grande dramaturgo de tragédias. Escreveu as peças Antígona, Édipo rei e Electra.

 

- Aristófanes: dramaturgo ateniense, foi um dos principais representantes da comédia grega antiga. Suas principais obras foram: As vespas, As rãs, Os cavaleiros e As nuvens.

 

- Eurípedes: importante poeta e dramaturgo trágico, escreveu: As troianas, Medeia, Os Heráclidas e As bacantes.

 

Busto do dramaturgo grego Ésquilo

Ésquilo: um dos principais dramaturgos da Grécia Antiga.

 

 

 


 

 

Última revisão: 22/10/2020


Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Teatro Grego: história e características Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Teatro Grego - tragécia e comédia

Autor: Brandão, Junito de Souza

Editora: Vozes

 

Fonte de referência do texto:

 

- ARRUDA. José Jobson de Andrade. História Antiga e Medieval. São Paulo: Editora Ática, 1988.

- GUARINELLO, Norberto Luiz. História Antiga. São Paulo: Contexto, 2013.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.