Tatupeba

Características físicas, comportamento, habitat, alimentação, nome científico, hábito de vida, reprodução e curiosidades.


Tatupeba: animal típico da Caatinga brasileira
Tatupeba: animal típico da Caatinga brasileira

 

Onde é encontrado e nomes populares e científico



O tatupeba, cujo nome científico é Euphractus sexcinctus, é conhecido também pelos nomes populares de: tatupoiú, tatu-cascudo, tatu-de-mão-amarela, papa-defunto, peba e peludo. É encontrado em várias regiões do Brasil, Uruguai, Paraguai, Suriname, Bolívia e norte da Argentina. Aqui no Brasil, é típico do bioma Caatinga (região Nordeste), mas também encontrado no Cerrado e áreas do Sudeste.
 

Características principais (físicas e comportamentais):



O tatupeba é notívago (hábito de vida predominantemente noturno) e vive solitário.


Sua cor predominante é o marrom com nuances de laranja. Sua carapaça possui cintas (de 6 a 8) com mobilidade. Sua cabeça é achatada e de formato cônico. Seu tamanho é de, em média, 40 a 95 cm e seu peso varia entre 3,5 e 6,5 quilos.


Suas garras são grandes, fortes e são utilizadas para fazer sua toca, na terra, que pode ter de um a dois metros de profundidade. Diferente das outras espécies de tatu, ele utiliza regularmente a mesma toca.


Alimentação


O tatupeba é considerado onívoro, ou seja, é um animal que tem a capacidade de metabolizar diferentes categorias de alimentos, tanto de origem animal, quanto vegetal.  Na sua dieta estão presentes: insetos, pequenos vertebrados, minhocas, vegetais e até carniça.
 

Habitat


São encontrados em áreas semiáridas, cerrados, campos e, mais raramente, em regiões de florestas.


Como é a reprodução e o tempo de vida


A gestação tem a duração de mais ou menos 60 dias. A quantidade de filhotes varia de 1 a 3 por ninhada. A fêmea constrói a toca onde ela vai dar à luz. Ao nascerem os filhotes pesam entre 95 a 110 gramas e ficam com os olhos fechados por mais ou menos 20 dias.


Ocasionalmente ocorre uma redução na população desta espécie devido a alguns fatores como: atropelamento, caça e perda do habitat por desmatamento.


A gestação desta espécie dura entre 60 e 65 dias e os filhotes se tornam maduros aos nove meses de idade. Vivem, em condições normais de vida (no habitat natural), entre 15 e 18 anos.


Risco de extinção:


Até o momento não existe preocupação com a possibilidade de serem extintos. São encontrados em quantidade equilibrada na natureza. A classificação do seu estado de conservação é LC (pouco preocupante).

Embora ainda não seja considerada uma espécie ameaçada, o tatupeba já foi muito caçado na região nordeste do Brasil, fato que reduziu a quantidade de indivíduos. Porém, nos últimos anos, a quantidade retornou ao normal.


Curiosidades:


- Seu nome é de origem indígena tupi: “tatu’pewa” que significa “tronco gordo achatado”.


- Ganhou o nome popular de papa-defunto porque existe uma crença comum que algumas espécies costumam se alimentar de cadáveres.


- Os buracos que os tatupebas fazem no solo são responsáveis por inúmeros acidentes com cavalos, pois estes quebram as patas ao cair nas pequenas cavidades.


- Possuem olfato bem desenvolvido, porém a visão dos tatupebas é pouco eficiente.



Classificação científica


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Cingulata
Família: Chlamyphoridae
Subfamília: Euphractinae
Gênero: Euphractus
Espécie: E. sexcinctus




Impressão


Tatupeba Temas Relacionados

Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.