Imigração Italiana no Brasil

Os italianos começaram a chegar no Brasil na segunda metade do século XIX para trabalhar na lavoura do café e depois na indústria paulista.


Italianos chegando de navio ao Brasil em 1907 (Acervo do Memorial do Imigrante)
Italianos chegando de navio ao Brasil em 1907 (Acervo do Memorial do Imigrante)

 

Introdução: período histórico

 

Os primeiros imigrantes italianos começaram a chegar ao Brasil na década de 1870. Porém, foi entre as décadas de 1880 e 1910 que houve o maior fluxo de italianos para o território brasileiro, principalmente, para as regiões sul e sudeste do país.

 

As principais causas da imigração de italianos para o Brasil

 

Grande parte dos italianos que migrou para o Brasil eram de origem humilde, principalmente de regiões rurais da Itália. O Brasil era visto como uma terra nova, repleta de oportunidades. Vale lembrar que a Itália passava por uma crise de emprego na segunda metade do século XIX, gerada, principalmente, pela industrialização do país. O alto crescimento populacional não foi acompanhado pelo crescimento econômico do país e pela geração de novos empregos, fazendo com que muitos italianos optassem pela vida em outros países (Brasil, Estados Unidos, Argentina, França, Suíça, entre outros).

 

Se por um lado a Itália tinha muitas pessoas querendo buscar trabalho em outros países, o Brasil necessitava de mão de obra. Após a Abolição da Escravatura (1888), os agricultores optaram pela mão de obra de origem europeia, ao invés de integrarem os ex-escravos ao mercado de trabalho. O próprio governo brasileiro fez campanha na Itália para atrair esses italianos para o trabalho na lavoura brasileira.

 

Família de Imigrantes Italianos ao chegar ao Brasil

Família de Imigrantes Italianos ao chegar ao Brasil (foto do ano 1900).

 

 

As colônias italianas no Brasil

 

Grande parte das colônias italianas se concentrou nas regiões sul de sudeste do Brasil. O estado de São Paulo foi o que mais recebeu imigrantes italianos que foram trabalhar nas lavouras de café e também nas indústrias da capital do estado. 

 

Já no sul do país, estes imigrantes se concentraram, principalmente, na região da Serra Gaúcha. Muitas colônias italianas foram criadas em cidades como, por exemplo, Bento Gonçalves, Caxias do Sul e Garibaldi. A cultura de uva para a produção de vinho foi a principal atividade econômica realizada por estes imigrantes.

 

Operários na frente de uma fábrica no bairro da Mooca

Operários de uma fábrica no bairro da Mooca em São Paulo: maioria composta por imigrantes italianos e seus descendentes (foto de 1924).

 

Os empreendedores italianos

 

Alguns italianos chegaram ao Brasil dispostos a criar pequenas empresas e prosperar na nova terra. Vendiam o que tinham na Itália e investiam no Brasil em áreas como a agricultura, comércio, prestação de serviços e indústria. Muitos destes italianos empreendedores prosperaram em seus negócios, gerando riquezas e empregos no Brasil. Um dos exemplos mais conhecidos foi de Francesco Matarazzo e seus irmãos, que emigraram para o Brasil em 1881 e construíram em São Paulo um verdadeiro império industrial.

 

A diminuição da imigração italiana para o Brasil

 

No começo do século XX, começou chegar à Itália, notícias das péssimas condições de trabalho e moradia de famílias italianas residentes no Brasil. Essas informações foram divulgadas pela imprensa, fazendo com que diminuísse drasticamente a vinda de italianos para o Brasil. Outro fato que influenciou essa queda na imigração, foi o controle feito pelo governo de Benito Mussolini sobre a imigração no final da década de 1920.

 

A cultura italiana no Brasil

 

Os italianos que vieram viver no Brasil trouxeram na bagagem muitas características culturais que foram incorporadas à cultura brasileira, estando presentes até os dias de hoje. Muitas palavras italianas foram, com o tempo, fazendo parte do vocabulário português do Brasil. No campo da culinária esta influência foi marcante, principalmente, nas massas (macarronada, nhoque, canelone, ravióli, etc.), molhos e pizzas. Os italianos também ajudaram a fortalecer o catolicismo no país. 

 

Curiosidades históricas:

 

- Comemora-se em 21 e fevereiro o Dia Nacional do Imigrante Italiano.

 

- De acordo com dados estimados da Embaixada da Itália no Brasil, vivem no país cerca de 25 milhões de descendentes de italianos, sendo que grande parte concentrada nas regiões sul e sudeste.

 

- Entre os séculos XIX e XX, cerca de 1,5 milhão de imigrantes italianos vieram residir no Brasil.

 

Foto antiga mostrando italianos na Hospedaria dos Imigrantes em São Paulo

Foto antiga mostrando italianos na Hospedaria dos Imigrantes em São Paulo (por volta de 1890).

 

 

Saiba mais:

 

- Conheça as razões da imigração italiana para o Brasil no website do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

 

 



atualizado em 07/08/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Imigração Italiana no Brasil Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

 

Fontes de referência do texto:

 

Cenni, Franco; Os italianos no Brasil, São Paulo-SP: EDUSP (2003).

 

Alvim, Zuleika; Brava gente!: Os italianos em São Paulo, 1870-1920, São Paulo-SP: Editora Brasiliense, 1987.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.