Escultura egípcia antiga

Características principais, história, temas, resumo, imagem, usos, relevos, materiais utilizados.


Busto de Nefertiti: rainha do Egito Antigo
Busto de Nefertiti: rainha do Egito Antigo

 


Usos e principais características



A escultura egípcia antiga procurava representar os deuses e os faraós para capacitar a população a vê-los em suas formas físicas. Ela estava intimamente ligada à arquitetura, que, por sua vez, voltava-se para a construção de templos e de tumbas. As paredes desses lugares eram revestidas com gesso e entalhadas – um método mais fácil do que esculpir na pedra. Nelas também se colocavam estátuas de deuses, do falecido rei ou rainha, de funcionários públicos, escribas e outros grupos. Além disso, retratavam-se objetos menores de uso doméstico e diário.  


As cenas das paredes das primeiras tumbas egípcias apresentam atividades como caça, pesca e ambientes agrícolas; atividades artísticas e comerciais; tarefas domésticas etc. Tais relevos mostram uma crença confiante no futuro como uma espécie de extensão da vida presente.  


Todas essas esculturas eram feitas em vários tamanhos. São representativos os enormes colossos de governantes e as pequenas figuras (shabtis) que eram colocadas nas tumbas e que representavam os trabalhadores que acompanhariam o falecido na vida após a morte.  

 

Parâmetros artísticos



As esculturas egípcias deviam seguir rigorosos parâmetros. Cada parte do corpo tinha de ter determinado tamanho e proporção, com os ombros e o rosto voltados para o espectador. As estátuas masculinas eram mais escuras do que as femininas; nas estátuas sentadas, as mãos tinham de ser colocadas de joelhos; o deus Hórus, por exemplo, deveria sempre ser representado com uma cabeça de falcão, enquanto o deus Anúbis deveria ser mostrado com a cabeça de um chacal. As obras artísticas eram classificadas de acordo com o cumprimento exato de todas essas convenções, e estas foram seguidas tão rigorosamente que, ao longo de três mil anos, muito pouco mudou em sua aparência.


Outra característica é que os escultores egípcios não podiam colocar seus nomes nas obras, de forma que, hoje, não se tem ideia de quem os fez. Todavia, já é possível distinguir entre obras feitas em boas oficinas e aquelas elaboradas em lugares menos prestigiosos.

 

Materiais utilizados



As grandes esculturas eram geralmente esculpidas em arenito. As pequenas e médias, em madeira pintada, calcário, alabastro egípcio (um tipo de calcita), granito rosa, basalto negro, quartzito rosa e cinza, argila, xisto, cerâmica, bronze etc. Estátuas de pedra calcária e de madeira eram pintadas e tinham olhos de pedra ou cristal de rocha incrustrados. Já as esculturas feitas de cobre, bronze e outros metais eram moldadas usando o método da cera perdida.

Relevo do Egito Antigo, representando oferendas num templo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Relevo do Egito Antigo, representando oferendas num templo.



Fontes


http://www.crystalinks.com/egyptart.html

http://www.visual-arts-cork.com/ancient-art/egyptian-sculpture.htm

http://factsanddetails.com/world/cat56/sub365/item1935.html

http://antikforever.com/Egypte/Arts/les_arts.htm




Impressão Google+


Escultura egípcia antiga Temas Relacionados
Bibliografia Indicada


Egito - Arte na Idade Antiga

Autor: Ande, Edna

Editora: Callis

Ano: 2011

Temas do livro: Arte, História do Egito Antigo, pinturas, esculturas, relevo


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2018 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.