Hieróglifos Egípcios

A escrita hieroglífica era um dos principais tipos de escrita do Egito Antigo.


Hieróglifos Egípcios: escrita através de desenhos e símbolos
Hieróglifos Egípcios: escrita através de desenhos e símbolos

 

O que são

 

No Egito Antigo a escrita mais usada era conhecida como escrita hieroglífica, pois era baseada em hieróglifos.

 

Estes eram desenhos e símbolos que representavam ideias, conceitos e objetos. Os hieróglifos eram juntados, formando textos. Esta escrita era dominada, principalmente, pelos escribas. 

 

Características principais:

 

- Os egípcios escreviam, usando os hieróglifos, no papiro (espécie de papel feito de uma planta de mesmo nome) e também nas paredes de pirâmides, palácios e templos.

 

- Estes hieróglifos são a principal fonte histórica para entendermos a história desta importante civilização antiga. Poucos egiptólogos (estudiosos do Egito Antigo) conseguem decifrar a escrita hieroglífica.

 

Etimologia: origem da palavra

 

- A palavra hieróglifo vem da palavra grega hierogluphikós, que signfica "escritura sagrada".

 

Hieróglifos da tumba do faraó Seti I

Hieróglifos da tumba do faraó Seti I.



Curiosidades históricas:

 

- Além da escrita hieroglífica, existia também no Egito Antigo a escrita demótica que era mais simplificada.

 

- Jean-François Champollion, egiptólogo e linguista de nacionalidade francesa, fez a decifração dos hieróglifos egípcios. Isso aconteceu entre os anos de 1822 e 1824, usando a Pedra de Roseta como fonte.

Champollion: egiptólogo que decifrou os hieróglifos pela primera vez.

Champollion: egiptólogo que decifrou os hieróglifos egípcios.

 

 

TEXTO COMPLEMENTAR: CHAMPOLLION, O DECIFRADOR DA ESCRITA HIEROGLÍFICA EGÍPCIA

 

Champollion foi um egiptólogo francês famoso do século XIX. Foi também linguista, sendo considerado o pai da egiptologia (ciência destinada ao estudo da cultura do Egito Antigo). Ficou conhecido por ter decifrado os hieróglifos egípcios antigos a partir da Pedra de Roseta.

 

Champollion nasceu na cidade de Figeac (França) em 23 de dezembro de 1790. Faleceu na cidade de Paris (França) em 4 de março de 1832.

 

Foi professor de História na Universidade de Grenoble. Em 1826 ficou responsável pelo acervo do Egito Antigo no Museu do Louvre.



 



Última revisão: 24/08/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Hieróglifos Egípcios Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

.

 

 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.