Tenebrismo na Arte

O tenebrismo foi uma tendência de estilo artístico que teve início no Barroco e foi até o Renascimento.


Virgem com o menino de Luca Cambiaso: obra do tenebrismo
Virgem com o menino de Luca Cambiaso: obra do tenebrismo

 

O que é (definição)

 

O tenebrismo foi um estilo artístico, principalmente na pintura, que ocorreu na Europa (principalmente Itália e Espanha) entre a segunda metade do século XVI e primeira metade do XVII. Um dos principais pintores do tenebrismo foi o pintor italiano Caravaggio.

 

Muitos historiadores da arte consideram o tenebrismo como sendo uma corrente do barroco e não como uma escola artística independente. Para estes estudiosos, o tenebrismo seria a fase inicial do barroco.

 

O nome deste estilo artístico tem origem na palavra Tenebrae (latim), que significa escuridão.

 

Principais características:

 

- Ênfase em temas religiosos, principalmente de origem cristã.

 

- Temas ligados ao sofrimento e martírios.

 

- Luz incidindo diretamente na parte de destaque da pintura, ficando as outras partes e cenas no escuro (pouca iluminação). Este estilo ficou muito conhecido pelo uso da iluminação dramática.

 

- Forte contraste entre luzes e sombras.

 

- A maioria dos pintores do tenebrismo utilizaram a técnica do óleo sobre tela.

 

Os preparativos para a crucificação, obra de Francisco Ribalta
Os preparativos para a crucificação (1582), obra de Francisco Ribalta.

 

 

Principais artistas do tenebrismo:

 

- Caravaggio: pintor italiano, autor de A vocação de São Mateus (1600),  A crucificação de São Pedro (1601), A morte da Virgem (1606), O amor vitorioso (1603) e O enterro de Cristo (1603).

 

- Francisco Ribalta: pintor espanhol, autor de A crucificação (1582), Os apóstolos na tumba de Cristo (1599), O martírio de Santa Catarina (1602) e São Lucas evangelista (1627).

 

- Pedro de Orrente: pintor espanhol, autor de O martírio de São Sebastião e O sacrifício de Isaac (1616).

 

- Luca Cambiaso: pintor italiano, autor de Virgem com o menino (1580).

 

- Georges de La Tour: pintor francês, autor de São José Carpinteiro (1642) e O recém-nascido (1645-1648).

 

- José de Ribera: pintor espanhol, autor de Alegoria dos sentidos (1630) e O martírio de São Filipe (1639)

 

- Pedro de Campaña: pintor espanhol autor de Crucificação (1550).

 

O martírio de Santo André, obra de José de Ribera

O martírio de Santo André (1628), obra tenebrista de José de Ribera, pintor espanhol.

 

 

O martírio de São Filipe, obra de José de Ribera

O martírio de São Filipe (1639): uma das mais importantes pinturas de José de Ribera.

 

 



atualizado em 20/09/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Tenebrismo na Arte Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Teoria do Barroco

Autor: Baeta, Rodrigo Espinha

Editora: EDUFBA

 

Fonte de referência do artigo:

 

CHILVERS, Ian. História Ilustrada da Arte. São Paulo: Publifolha, 2014.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.