Dadaísmo

Os traços marcantes deste movimento artístico que surgiu na Europa no começo do século 20.


Marcel Duchamp: um dos principais representantes do dadaísmo
Marcel Duchamp: um dos principais representantes do dadaísmo

 

O que foi

 

O Dadaísmo foi um movimento artístico de vanguarda que surgiu na Europa (cidade suíça de Zurique), no ano de 1916, com a fundação do Cabaret Voltaire pelo escritor alemão Hugo Ball.

 

Possuía como característica principal a ruptura com as formas de arte tradicionais. Portanto, o dadaísmo foi um movimento com forte conteúdo anárquico. O próprio nome do movimento deriva de um termo inglês infantil: dadá (brinquedo, cavalo de pau). Daí, observa-se a falta de sentido e a quebra com o tradicional deste movimento.

 

Características principais do Dadaísmo:

 

- Objetos comuns do cotidiano são apresentados de uma nova forma e dentro de um contexto artístico.

 

- Ausência de simetria nas obras de arte.

 

- Irreverência artística.

 

- Combate às formas de arte institucionalizadas.

 

- Crítica ao capitalismo e ao consumismo.

 

- Ênfase no absurdo e nos temas e conteúdos sem lógica.

 

- Uso de vários formatos de expressão (objetos do cotidiano, sons, fotografias, poesias, músicas, jornais, etc.) na composição das obras de artes plásticas.

 

- Forte caráter pessimista e irônico, principalmente com relação aos acontecimentos políticos do mundo.

 

Pintura com presença de figuras geométricas

Composição Dada (1920): pintura de Sophie Taeuber-Arp.



Principais artistas e escritores dadaístas

 

- Tristan Tzara (1896-1963) - poeta romeno.

 

- Marcel Duchamp (1887-1968) - poeta, escultor e pintor francês.

 

- Hans Arp (1886-1966) - pintor e poeta alemão (naturalizado francês).

 

- Sophie Taeuber-Arp (1889-1943): escultuora, pintora, arquiteta e desenhista suíça.

 

- Julius Evola (1898-1974) - escritor, pintor e poeta italiano.

 

- Francis Picabia (1879-1953) - poeta e pintor francês.

 

- Max Ernst (1891-1976) - pintor alemão (naturalizado francês).

 

- Man Ray (1890-1976) - fotógrafo e pintor estadunidense.

 

- Raoul Hausmann (1886-1971) - artista plástica, poeta e romancista austríaco.

 

- Guillaume Apollinaire (1880-1918) - escritor francês.

 

- Hugo Ball (1886-1927) - escritor e poeta alemão.

 

- Johannes Baader (1875-1955) - escritor alemão.

 

- Arthur Cravan (1887-1918) - escritor e poeta suíço.

 

- Jean Crotti (1878-1958) - pintor francês de ascendência suíça.

 

- George Grosz (1893-1959) - pintor e desenhista alemão.

 

- Richard Huelsenbeck (1892-1974) - poeta alemão.

 

- Marcel Janco (1895-1984) - poeta e pintor israelense.

 

- Clement Pansaers (1885-1922) - poeta belga.

 

- Hans Richter (1843-1916) - compositor e maestro austríaco.

 

- Victor Brauner (1903-1966) - escultor romeno.

 

- Kurt Schwitters (1887-1948) - poeta, escultor e escritor alemão.

 

- Sophie Täuber (1889-1943) - pintora, designer e escultora suíça.

 

A fonte de Marcel Duchamp

A fonte (1917), de Marcel Duchamp: uma das obras mais conhecidas do Dadaísmo.

 

 

 

Troféu, obra de Marcel Janco

Troféu, obra de Marcel Janco de 1918

 

 

Paisagem interior, abertura do Diafragma, de Julius Evola

Paisagem interior, abertura do Diafragma (1921), pintura de Julius Evola.





atualizado em 27/09/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Dadaísmo Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Dadaísmo (Coleção Art 25 anos)

Autor: Elger, Dietmar

Editora: Taschen do Brasil

 

Fontes de pesquisa utilizadas na elaboração do texto:

 

- GOMBRICH, E. H. A História da Arte. São Paulo: Editora LTC, 2013.

 

- MARSON, Antony. História da Arte Ocidental. Da Pré-História ao Século XXI. São Paulo: Rideel, 2010.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.