Concretismo

Movimento artístico e literário que surgiu na Europa em meados do século XX. O artista concretista buscava materializar visualmente suas ideias em suas obras ou textos.


Vladimir Mayakovsky: poeta concretista russo
Vladimir Mayakovsky: poeta concretista russo

 

Introdução - o que foi

 

O concretismo foi um movimento vanguardista que ocorreu nas artes plásticas, na música e na poesia. Surgiu na Europa, na década de 1940, e teve seu auge até a década de 1960. Os artistas precursores deste movimento foram: Max Bill (artes plásticas), Pierre Schaeffer (música) e Vladimir Mayakovsky (poesia).

 

Características estéticas do Concretismo:

 

- Elaboração artística em busca da forma precisa.

 

- Ênfase na racionalidade, no raciocínio e na ciência.

 

- Uso de figuras abstratas nas artes plásticas.

 

- União entre a forma e o conteúdo na obra de arte.

 

- Na literatura, os poetas concretistas buscavam utilizar efeitos gráficos, aproximando a poesia da linguagem do design.

 

- Uso, na literatura, de recursos visuais, acústicos e fonéticos. Os escritores também trabalhavam o poema, variando os espaços tipográficos e a posição geométrica das palavras.

 

- Busca pela participação ativa do leitor (no caso da literatura concretista).

 

- Envolvimento com temas sociais (a partir da década de 1960).

 

Concretismo no Brasil

 

Na literatura brasileira, destacou-se Noigandres (revista fundada em 1952) que era escrita e organizada pelos poetas concretistas Augusto de Campos, Décio Pignatari, Haroldo de Campos entre outros.

Velocidade, poesia concreta de Ronaldo Azeredo

Velocidade: exemplo de uma poesia concreta do poeta brasileiro Ronaldo Azeredo.



Algumas obras da literatura concretista brasileira:

 

- Teoria da Poesia Concreta de Décio Pignatari, Augusto de Campos e Haroldo de Campos (1965).

 

- Poetamenos (1953), Pop-cretos (1964) e Linguaviagem (1967) de Augusto de Campos.

 

- Galáxias (1963 a 1976) de Haroldo de Campos.

 

- Um e dois (1958) de José Lino Grunewald.

 

- Anatomias (1967) de José Paulo Paes.

 


Exemplos de artistas plásticos concretistas e suas principais obras:



Theo van Doesburg (pintor e arquiteto holandês)

Principais obras: Composition II (natureza morta); projeto gráfico da revista De Stijl; Neoplasticismo (as três graças).

 

Max Bill (pintor, escultor, desenhista, designer e arquiteto suíço)

Principais obras: Escultura para o centro da Mercedes-Benz em Stuttgart; Ulmer Hocker; Einstein Denkmal (monumento de Einstein).

 

Gottfried Honegger (pintor, escultor e designer gráfico suíço)

Principais obras: Monoform 29; Estrutura 36; Homenagem a Jacques Monod.

 

Erich Hauser (escultor concretista alemão)

Principais obras: Duplo pilar 23/70; Stahlengel (anjo de aço); Nordhorn, duplo pilar.

 

Aurélie Nemours (pintor francês)

Principais obras: Ângulo preto; Ritmo do milímetro; A pedra para o vermelho.

 

Theo van Doesburg no seu atelier artístico

Theo van Doesburg: importante representante da arte concreta no campo da pintura.

 

 

Escultura concretista de Erich Hauser
Double pilier 23/70: escultura concretista de Erich Hauser.

 

 



atualizado em 19/02/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Concretismo Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Fontes de referência do texto:

 

- FARTHING, Stephen e CORK, Richard. Tudo sobre Arte. São Paulo: Editora Sextante, 2018.

- HODGE, Susie. Breve História da Arte. São Paulo: Editora Gustavo Gili, 2018.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Logotipo do site Suapesquisa.com em preto e branco Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.