Asteroides e suas características

Os asteroides são corpos celestes que orbitam o Sol e que se caracterizam por seres rochosos ou metálicos.


Asteroide Eros (foto: NASA)
Asteroide Eros (foto: NASA)


O que são Asteroides, características, órbitas e localização

 

Os asteroides são corpos celestes metálicos e rochosos. Possuem formato irregular e são muito menores do que os planetas, porém maiores do que os meteoros. 

 

De acordo com a União Astronômica Internacional, asteroides são pequenos corpos do Sistema Solar. A exceção é Ceres (menor planeta anão do Sistema Solar), que era considerado, até agosto de 2019, como sendo o maior asteroide do Sistema Solar descoberto pelo homem. 

 

Ao serem observados da Terra, são vistos como pequenos pontos de luz, semelhantes às estrelas.

 

A maior parte dos asteroides do Sistema Solar tem órbitas semi-estável entre os planetas Júpiter e Marte. Nesta região do espaço formam o chamado "Cinturão de Asteroides". Porém, alguns asteroides saem desta região e são desviados para órbitas que cruzam as dos planetas principais, entre ele a Terra.

 

Asteroides Troianos

 

São denominados asteroides troianos aqueles que compartilham suas órbitas com os planetas. O nosso planeta, por exemplo, possui um asteroide troiano conhecido. Seu nome é 2010 TK7, que possui cerca de 300 metros de diâmetro. Ele foi descoberto em 2010.

 

Júpiter é o planeta com maior quantidade de asteroides troianos, podendo ter centenas ou até milhares desses corpos celestes.

 

Diferenças entre asteroides e cometas:

 

Existem diversas diferenças entre asteroides e cometas. Com relação à composição, os cometas são feitos de gelo, enquanto os asteroides podem ser de rocha (asteroides rochosos) ou metal (asteroides metálicos). Com relação à estrutura, os cometas apresentam atividade (formação de cauda gerada pelo derretimento do gelo), enquanto os asteroides não possuem cauda por não possuírem atividade. Outras diferenças são que os cometas possuem órbitas maiores do que os asteroides


Curiosidades astronômicas:

 

- Até o presente momento, os astrofísicos conhecem mais de três mil asteroides. 

 

- Vários asteroides cruzam a órbita do planeta Terra, porém os riscos de atingirem nosso planeta são pequenos.

 

- No passado, vários asteroides atingiram nosso planeta.

 

- O P/2013 P5 é o asteroide com maior número de caudas já observado pelos astrônomos. Com seis caudas (450 metros de extensão), este asteroide foi observado pela primeira vez em setembro de 2013, graças às imagens do telescópio Hubble.

 

- O dia 30 de junho de cada ano é considerado o Dia do Asteroide. É uma data dedicada a transmissão de informações sobre os asteroides.

 

- O maior asteroide conhecido pelos astrônomos é o Ceres. Ele possui cerca de 1.000 km de diâmetro.

 

- Antigamente, os asteroides eram chamados de planetoides.

 

Ilustração de um asteroide no espaço.

Ilustração de um asteroide no espaço.

 



O CINTURÃO DOS ASTEROIDES

 

O Cinturão de Asteroides, também conhecido como Cinturão Principal, é uma área do sistema solar com grande presença de asteroides. Esta área está localizada, aproximadamente, entre os planetas Júpiter e Marte. O planeta anão Ceres também se encontra na região do Cinturão de Asteroides.

 

Principais corpos celestes presentes no Cinturão dos Asteroides:

 

- 4 Vesta: é o segundo maior asteroide do Sistema Solar. Seu diâmetro médio é de, aproximadamente, 530 km. Em 2012, foi promovido a categoria de protoplaneta. É o asteroide mais brilhante e também o único que pode ser visualizado a olho nu de nosso planeta.

 

- Ceres: é o maior asteroide do Sistema Solar. No ano de 2006 foi elevado a categoria de planeta anão. Foi descoberto em 1801 e possui diâmetro de 952 km. Ceres possui um núcleo composto por rochas, coberto por um manto de gelo.

 

- 2 Palas: com diâmetro de 512 km, é um dos maiores asteroides do Sistema Solar, sendo o segundo maior do cinturão de asteroides. Descoberto em 1802, Palas possui em sua superfície uma espécie de silicato com pouco ferro e água.

 

- 10 Hígia: de superfície escura, este asteroide possui, aproximadamente, 408 km de diâmetro. Possui formato esférico e composição superficial de material carbonáceo primitivo.

 

- 3 Juno: este asteroide possui diâmetro de, aproximadamente, 234 km. Foi descoberto em 1804, sendo composto basicamente por ferro, níquel, silicato de ferro e magnésio.

 

Imagem do Cinturão de Asteróides

Cinturão de Asteroides (em verde) entre as órbitas de Marte (vermelho) e Júpiter (laranja). A órbita do planeta Terra está sinalizada em azul. No centro, encontra-se o Sol.

 

Curiosidades:

 

- Toda massa do cinturão de asteroides corresponde a, aproximadamente, 4% da massa da Lua.

 

- Os asteroides desta região formaram-se no mesmo período de formação do Sistema Solar. Portanto, eles também têm origem na nebulosa protossolar, assim como nosso Sol, a Terra e os outros planetas do sistema solar.

 

 



atualizado em 21/09/2021




Você também pode gostar de:


Asteroides e suas características Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

111 questões sobre a Terra e o Espaço

Autor: Asimov, Isaac

Editora: Beste Seller


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2022 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.