Revolta de Felipe dos Santos

Também conhecida como Sedição de Vila Rica, foi uma revolta, ocorrida em Ouro Preto, contra Portugal.


Felipe dos Santos: condenado à morte por liderar revolta
Felipe dos Santos: condenado à morte por liderar revolta

 

Introdução: o que foi

 

Também conhecida como Revolta de Vila Rica, este movimento nativista ocorreu no ano de 1720, na região das Minas Gerais, durante o período do Ciclo do Ouro.

 

Contexto histórico

 

A região de Minas Gerais produzia muito ouro no século XVIII. A coroa portuguesa aumentou muito a cobrança de impostos na região. O quinto, por exemplo, era cobrado sobre todo outro extraído (20% ficavam com Portugal). Esta cobrança ocorria nas Casas de Fundição. Era proibida a circulação de ouro em pó ou em pepitas. Quem fosse pego desrespeitando as leis portuguesas era preso e recebia uma grave punição (degredo para a África era a principal).

 

Principais causas da Revolta de Felipe dos Santos

 

A insatisfação popular era geral nas regiões auríferas em função dos impostos, punições e da fiscalização portuguesa. Além do povo, comerciantes e proprietários de minas de ouro, que pagavam taxas e impostos, também estavam insatisfeitos com tudo que ocorria na colônia.


Outra causa da revolta eram os privilégios que Portugal concedia aos comerciantes portugueses, além da repressão às liberdades individuais que havia na colônia.

 

O líder e suas ideias

 

Felipe dos Santos Freire era um rico fazendeiro e tropeiro (dono de tropas de mulas para transporte de mercadorias). Com seus discursos e ideias atraiu a atenção das camadas mais populares e da classe média urbana de Vila Rica. Defendia o fim das Casas de Fundição e a diminuição da fiscalização metropolitana.

 

Como foi a revolta

 

A revolta durou quase um mês. Os revoltosos pegaram em armas e chegaram a ocupar Vila Rica. Diante da situação tensa, o governador da região, Conde de Assumar, chamou os revoltosos para negociar, solicitando que abandonassem as armas. Após acalmar e fazer promessas aos revoltosos, o conde ordenou às tropas para que invadissem a vila.

Os líderes foram presos e suas casas incendiadas. Felipe dos Santos, considerado líder, foi julgado e condenado à morte por enforcamento.

 

Consequências principais

 

Após a revolta, a coroa portuguesa aumentou ainda mais a fiscalização na região das minas, visando combater a evasão fiscal e o contrabando de ouro. Para aumentar o controle sobre a região, foi criada a capitania de Minas Gerais.

 

Por seu caráter nativista e de protesto contra a política metropolitana, muitos historiadores consideram este movimento como um embrião da Inconfidência Mineira.


Pintura do Julgamento de Filipe dos Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Julgamento de Filipe dos Santos (pintura de Antônio Parreiras).

 

 



 


atualizado em 23/07/2020

___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Revolta de Felipe dos Santos Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Eles formaram o Brasil

Autor: Ramos, Fábio Pestana

Editora: Contexto

Temas: História do Brasil, Biografias

 

O Movimento da Independência

Autor: Lima, Oliveira

Editora: Topbooks

Temas: História do Brasil

 

Fontes de referência do texto:

 

- GOUVEA, Maria de Fátima. O Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.


- HOLANDA, Sérgio Buarque de. A Época Colonial. São Paulo: Bertrand Brasil, 1989.

 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.