Fase do Terror da Revolução Francesa

Esse foi um dos períodos mais violentos e tensos da história da França.


Execução de Robespierre no final da Fase do Terror (1794)
Execução de Robespierre no final da Fase do Terror (1794)

 

O que foi

 

Também conhecida como Revolução Popular, Fase Radical ou simplesmente Terror, foi a fase da Revolução Francesa mais violenta e radical. Liderada pelos jacobinos (pequenos comerciantes e profissionais liberais) e com grande participação das camadas mais pobres da população, durou de 1792 a 1794.

 

Contexto histórico

 

- Teve início em setembro de 1792, com o massacre de centenas de monarquistas que estavam presos. O massacre foi comandado pelos jacobinos. 

 

- Áustria, Prússia e outras monarquias europeias pretendiam invadir a França para restaurar a monarquia no país. A França resistiu com a formação de um exército com grande participação das camadas mais pobres. A guerra foi o combate ao inimigo externo que pretendia acabar com a revolução e restaurar a monarquia.

 

- Em 1792, os revolucionários (jacobinos) lideraram uma revolta popular que tirou Luis XVI do trono e demitiu todos os ministros da França.

 

- Em setembro de 1792 foi estabelecida a Convenção Nacional que tinha como objetivo modificar as leis da França. Na Convenção houve um forte conflito de interesses entre jacobinos (camadas médias e populares) e girondinos (representantes da alta burguesia).


As principais características a Fase do Terror foram:

 

- Na Convenção, os jacobinos usaram o poder para declarar o rei Luís XVI culpado de traição e condená-lo a execução na guilhotina. O mesmo aconteceu com sua esposa Maria Antonieta.

 

- Na Convenção Nacional, os jacobinos, sob a liderança de Robespierre, adotaram uma série de medidas: fim da escravidão nas colônias francesas; abolição de todos os privilégios; divisão das grandes propriedades; tabelamento de preços de produtos essenciais; ajuda aos indigentes e educação básica obrigatória e gratuita. 

 

- As medidas radicais despertaram nos girondinos uma forte reação violenta. Organizados, a alta burguesia da França começou a perseguir, prender e assassinar vários jacobinos. 

 

- Os jacobinos reagiram com mais violência, pois chegaram a conclusão que para defender a revolução seria necessário eliminar todos os opositores na França. Em 1793, cerca de 40 mil pessoas (monarquistas, girondinos e ricos burgueses) foram executadas pelos jacobinos.

 

Fim da Fase do Terror

 

- Em 1794, Robespierre e seu grupo perderam o apoio de grande parte dos jacobinos em função dos atos de extrema violência que vinham adotando. Sem apoio militar, foram dominados pelos girondinos. Robespierre foi preso e condenado a execução na guilhotina em 28 de julho de 1794. Terminava assim a Fase do Terror da Revolução Francesa.

 

Retrato de Maximilien de Robespierre

Maximilien de Robespierre: advogado e político francês, foi o líder dos revolucionários jacobinos durante a fase do Terror da Revolução Francesa.

 

 

 



Última revisão: 29/07/2020.

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Fase do Terror da Revolução Francesa Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

O Terror - Guerra Civil e Revolução Francesa

Autor: Andress, David

Editora: Record

 

Fontes de pesquisa consultadas para a elaboração do texto:

 

- ARRUDA, José Jobson de Andrade; PILETTI, Nelson. Toda a História. História Geral e do Brasil. São Paulo: Ática, 2007.

 

- MORAES, Luís Edmundo. História Contemporânea – Da Revolução Francesa à Segunda Guerra Mundial: São Paulo: Contexto, 2017.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.