Hannah Arendt

Quem foi, biografia resumida, principais obras, frases, ideias principais


Hannah Arendt: importante filósofa alemã do século XX
Hannah Arendt: importante filósofa alemã do século XX

 

Quem foi

 

Hannah Arendt foi uma importante filósofa e teórica política alemã de origem judaica. É considerada uma das mais importantes pensadoras do século XX. Suas obras se destacam na análise e crítica combativa aos regimes totalitários e à violência social.

 

Biografia resumida

 

- Hannah Arendt nasceu na cidade de Linden (Alemanha) em 14 de outubro de 1906.

 

- Formou-se em Filosofia na Universidade de Marburg (Alemanha). Seu doutorado foi pela Universidade de Heidelberg (Alemanha).

 

- Em 1933, assumiu a posição de luta contra o nacional-socialismo na Alemanha.

 

- Foi professora universitária.

 

- Emigrou para os Estados Unidos com a ascensão do nazismo na Alemanha.

 

- Nos EUA, em 1951, nacionalizou-se norte-americana.

 

- Casou-se por duas vezes. Foi esposa de Günther Anders  (entre 1929 e 1937) e de Heinrich Blücher  (entre 1940 e 1970).

 

- Faleceu em 4 de dezembro de 1975, aos 69 anos, na cidade de Nova Iorque (Estados Unidos). A causa da morte foi infarto do miocárdio.

 

Principais ideias e linhas de análise em suas obras

 

- Hannah Arendt se destacou por desenvolver uma forma de reflexão política inovadora. Nesse sentido, ela desafiou conceitos tradicionais e convencionais como, por exemplo, a questão da existência da direita e da esquerda na política.

 

- Em 1951, lançou seu primeiro livro: Origens do Totalitarismo. Nele, ela analisou as origens dos regimes totalitários de Hitler (na Alemanha) e da Stalin (na União Soviética), apontando-os como fenômenos políticos novos. Arendt afirma que esses regimes utilizaram o terror como forma de imposição ideológica para a sociedade.

 

- Hannah Arendt analisou os diversos elementos sociais que explicam como a sociedade (alemã e soviética) “aceitou” as atrocidades realizadas pelos estados totalitários.

 

- Analisou as raízes da sociedade moderna. Nesse sentido, destaca-se a análise sobre os significados que as sociedades atribuem à política e a existência.

 

- Abordou a questão do poder nas sociedades.

 

Principais obras de Hannah Arendt:

 

- As origens do Totalitarismo (1951)

 

- A condição humana (1958)

 

- Entre o Passado e o Futuro (1961)

 

- Da Revolução (1963)

 

- Eichmann em Jerusalém (1963)

 

- Sobre a violência (1970)

 

- Homens em tempos sombrios (1974)

 

- A vida do Espírito (1977)

 

- A promessa política (1993) – reunião de textos inéditos publicados após sua morte.

 

Frases:

 

- "Os revolucionários não fazem a revolução ! Os revolucionários são aqueles que sabem quando o poder está na rua e quando eles podem pegá-lo!".

 

- "Um mundo que tem espaço para o público não pode ser construído apenas por uma geração, ou planejado apenas para os vivos, deve exceder o tempo de vida dos humanos mortais”.

 

- "A sabedoria é uma virtude da velhice , e só vem para aqueles que não eram sábios nem prudentes em sua juventude”.

 

 

Última revisão: 11/10/2019
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Hannah Arendt Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Compreender Hannah Arendt

Autor: Fry, Karin A.

Editora: Vozes

Ano: 2010

Temas do livro: Filosofia, Política

 


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.