Iberê Camargo

Iberê Camargo foi um escritor e artista plástico brasileiro da Arte Moderna.


Iberê Camargo: um dos principais pintores brasileiros do século XX
Iberê Camargo: um dos principais pintores brasileiros do século XX

 

Quem foi

 

Iberê Bassani de Camargo foi um importante pintor, professor de artes plásticas, desenhista, escritor e gravurista brasileiro do século XX. É considerado um dos principais representantes da Arte Moderna no Brasil

 

Biografia resumida

 

Iberê Camargo nasceu na cidade de Restinga Seca (RS) em 18 de novembro de 1914.

 

Saiu da casa dos pais, com 18 anos, para estudar artes plásticas.

 

Em 1928, estudou pintura na Escola de Artes e Ofícios da cidade de Santa Maria (Rio Grande do Sul).

 

Fez o curso de Arquitetura, entre 1936 e 1939, no Instituto de Belas Artes de Porto Alegre.

 

Foi morar no Rio de Janeiro em 1942. Estudou, por um curto período de tempo, na Escola Nacional de Belas Artes.

 

Com outros artistas plásticos, Iberê Camargo fundou o Grupo Guignard.

 

Foi para a Europa em 1948. Estudou, neste ano, artes em Roma e Paris.

 

Em 1961, foi escolhido o melhor pintor brasileiro.

 

A partir do ano de 1970, começou a dar aulas na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 

Em 1989, é publicado o livro de poesias Quarta do Singular. As poesias são de Ronaldo Brito e os desenhos de Iberê Camargo.

 

Faleceu em 9 de agosto de 1994, aos 79 anos, na cidade de Porto Alegre (RS).



Principais características do seu estilo artístico:

 

Começou sua carreira artística no estilo conhecido como figurativismo. Logo em seguida, passou para o abstracionismo (arte abstrata). No final da carreira, Iberê voltou para a arte figurativa.

 

Seu estilo abstrato foi marcado por grande criatividade e personalidade.

 

Em sua carreira artística, pintou paisagens, retratos, personagens de rua, natureza morta e cenas urbanas (arquitetura urbana como casas e ruas).

 

Presença, em muitas das obras, de elementos geométricos.

 

As cores escuras (cinza-escuro, azul-escuro, marrom e preto) prevalecem em suas obras, principalmente como panos de fundo.

 

Os carretéis estão presentes em várias obras da década de 1960.

 

A técnica de pintura mais utilizada por Iberê Camargo foi a óleo sobre tela.

 

Na fase abstrata (principalmente na década de 1980), os personagens humanos são retratados de forma distorcida, solitária e sombria.



Principais obras de Iberê Camargo:

 

- Minha mãe (1941)

 

- Dentro do mato (1942)

 

- Riacho (1942)

 

- Retrato de Maria (1943)

 

- Retrato de Werner Amacher (1943)

 

- Autorretrato (1943)


- Casario (1945)

 

- Rua Smith de Vasconcelos (1946)

 

- Paisagem (1953)

 

- Paisagem de Santa Tereza (1956)

 

- Natureza-morta (1956)

 

- Poços de Caldas (1956)

 

- Garrafas (1957)

 

- Carretéis (1958)

 

- Mesa Azul com Carretéis (1959)

 

- Formação de Carretéis (1960)

 

- Estrutura (1961)

 

- Expansão (1964)

 

- Desastre 2 (1987)

 

Riacho, pintura de Iberê Camargo

Riacho (1942), pintura de Iberê Camargo

 



Pintura mostrando uma casa

Casario (1945): pintura de Iberê Camargo. Fonte: Pinacoteca do Estado de São Paulo.

 

 

Para saber mais:

 

Visite o website da Fundação Iberê Camargo, que possui muitas informações e um rico acervo imagens das obras do pintor.

 

 

 



Atualizado em 10/05/2024

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Iberê Camargo - origem e destino

Autor: Siqueira, Vera Beatriz

Editora: Cosac Naify


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.