Cesário Verde

Cesário Verde foi um poeta do realismo português no final do século XIX.


Cesário Verde: o poeta realista do cotidiano
Cesário Verde: o poeta realista do cotidiano

 

Quem Foi

 

José Joaquim Cesário Verde foi um importante poeta português do século XIX. É considerado um dos principais poetas do realismo e naturalismo na Literatura Portuguesa.

 

Cesário Verde nasceu na cidade de Lisboa, em 25 de fevereiro de 1855. Faleceu na mesma cidade, aos 31 anos, em 19 de julho de 1886.

 

Vários poetas e escritores portugueses, do século XX, foram influenciados pela poesia de Cesário Verde. Um dos principais foi o grande escritor português Fernando Pessoa, que considerava Cesário Verde como um dos seus mestres.

 

 

Movimento literário que pertenceu:

 

- Realismo/Naturalismo

 

Principais características do estilo literário:

 

- Poesia caracterizada, principalmente, por grande sensibilidade e delicadeza.

- Suas poesias expressam a realidade do mundo. Para isso, usou imagens visuais em seus poemas.

- Presença, em suas poesias, de naturalidade (expressão de forma natural).

- Retratou aspectos da vida urbana e rural de Portugal, principalmente ligados ao cotidiano.

- Presença de vocabulário objetivo.

- Uso de metáforas, sinestesias e comparações.

- Suas poesias são marcadas por: quadras (uma estrofe de quatro versos) e versos decassílabos (verso com dez sílabas poéticas), que também são conhecidos como versos alexandrinos.



Obra de Cesário Verde:

 

- O Livro de Cesário Verde (1877, obra póstuma) – poemas.

Capa do Livro de Cesário Verde

Capa de O Livro de Cesário Verde, publicado em 1877, por Silva Pinto.

 

 

 

 



Artigo publicado em 22/06/2020

Revisado por Elaine Barbosa de Souza
Graduada em Letras (Português e Inglês) pela FMU (2002).

 




Você também pode gostar de:


Cesário Verde Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- João Pinto de Figueiredo, A vida de Cesário Verde, Lisboa: Presença, 1986.


- Fátima Rodrigues & Maria Paula Morão, Cesário Verde: recepção oitocentista e poética, Lisboa: Cosmos, 1998.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.