A Pré-História e suas características

A Pré-História foi um período ocorrido antes da escrita e que durou milhares de anos. Leia o artigo para conhecer suas fases, evoluções e principais características.


Arte Rupestre: pintura em paredes de cavernas
Arte Rupestre: pintura em paredes de cavernas

 

O que foi


Podemos definir a Pré-história como um período anterior ao aparecimento da escrita. Portanto, esse período é anterior a 3.500 a.C., pois, foi por volta deste ano que os sumérios desenvolveram a escrita cuneiforme.

 

Foi uma fase importante, pois o homem conseguiu vencer as barreiras impostas pela natureza e prosseguir com o desenvolvimento da humanidade na Terra. Aos poucos, o ser humano foi desenvolvendo soluções práticas para os problemas da vida. Inventando objetos e soluções a partir das necessidades. Ao mesmo tempo, foi desenvolvendo uma cultura muito importante. Esse período pode ser dividido em três fases: Paleolítico, Mesolítico e Neolítico.

 

As principais características de cada período da Pré-História:



1 - Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada

 

 

Vida nômade e habitação em cavernas

 

- Nesta época, o ser humano habitava cavernas, tendo que disputar, muitas vezes, este tipo de habitação com animais selvagens. Quando acabavam os alimentos da região em que habitavam, as famílias tinham que migrar para outra região. Desta forma, o ser humano tinha uma vida nômade (sem habitação fixa). Vivia da caça de animais de pequeno, médio e grande porte, da pesca e da coleta de frutos e raízes. Usavam instrumentos e ferramentas feitos a partir de pedaços de ossos e pedras. Os bens de produção eram de uso e propriedade coletiva.

 

Linguagem e comunicação

 

- Nesta fase, os seres humanos se comunicavam com uma linguagem rudimentar (pouco desenvolvida), baseada em pouca quantidade de sons, sem a elaboração de palavras. Uma das formas de comunicação eram as pinturas rupestres. Através deste tipo de arte, o homem trocava ideias e demonstrava sentimentos e preocupações cotidianas.

 

Crânio de um Homo Habilis

Crânio de um Homo Habilis: espécie de hominídeo que viveu no Paleolítico.

 

 

2 - Mesolítico e suas características:



Domínio do fogo

 

Neste período intermediário, o homem conseguiu dar grandes passos rumo ao desenvolvimento e à sobrevivência, de forma mais segura. O domínio do fogo foi o maior exemplo disto. Com o fogo, o ser humano pôde espantar os animais, cozinhar a carne e outros alimentos, iluminar sua habitação, além de conseguir calor nos momentos de frio intenso.

 

Sedentarização com a agricultura

 

Outros dois grandes avanços foram o desenvolvimento da agricultura e a domesticação de animais. Cultivando a terra e criando animais, o homem conseguiu diminuir sua dependência com relação à natureza. Com esses avanços, foi possível a sedentarização, pois a habitação fixa tornou-se uma necessidade.

 

Divisão do trabalho



Neste período ocorreu também a divisão do trabalho por sexo dentro das comunidades. Enquanto o homem ficou responsável pela proteção e sustento das famílias, a mulher ficou encarregada de criar os filhos e cuidar da habitação.

 

3 - Neolítico ou Idade da Pedra Polida


Origem da metalurgia

 

- Nesta época o homem atingiu um importante grau de desenvolvimento e estabilidade. Com a sedentarização, a criação de animais e a agricultura em pleno desenvolvimento, as comunidades puderam trilhar novos caminhos. Um avanço importante foi o desenvolvimento da metalurgia. Criando objetos de metais, tais como, lanças, ferramentas e machados, os homens puderam caçar melhor e produzir com mais qualidade e rapidez.


Início da religião

 

Embora ainda não houvesse uma religião organizada, historiadores dizem que neste período começou a surgir o sentimento religioso. Uma das provas são as estatuetas femininas encontradas em alguns sítios arqueológicos pré-históricos da Europa. Estas estatuetas, conhecidas hoje como Deusas Mãe, foram encontradas em locais parecidos com santuários e representavam a importância da fertilidade para aqueles povos.


Armazenamento da produção agrícola e as trocas

 

A produção de excedentes agrícolas e sua armazenagem, garantiam o alimento necessário para os momentos de seca ou inundações. Com mais alimentos, as comunidades foram crescendo e logo surgiu a necessidade de trocas com outras comunidades. Foi nesta época que ocorreu um intenso intercâmbio entre vilas e pequenas cidades. A divisão de trabalho, dentro destas comunidades, aumentou ainda mais, dando origem ao trabalhador especializado.

 

Pintura Rupestre da Pré-História, Arte Rupestre
Mais um exemplo de pintura rupestre da Pré-História: a caça (alimento) era um dos temas mais retratados neste tipo de arte.

 

 

4 - Idade dos Metais

 

- Período que vai de 6 mil anos atrás (aproximadamente) até o surgimento da escrita (por volta de 4.000 a.C.).

 

- Época que os seres humanos passaram a dominar a arte da metalurgia. Primeiro começaram com a fabricação de utensílios de cobre e bronze e, mais tarde, passaram a dominar a produção do ferro.

 

- Com os metais, passaram a produzir lanças, facas, machados, capacetes, espadas, adornos e até estátuas.

 

- Esse período coincide com o surgimento das primeiras civilizações (exemplos: egípcia, grega, indiana, chinesa e mesopotâmica).

 

Casa da Idade do Ferro e Machado da Idade do Bronze
Casa da Idade do Ferro (modelo, reprodução) e machado da Idade do Bronze (original).

 

 

Evolução do Homem na Pré-história: as principais espécies


Australopithecos


Pithecanthropus erectus


Homem de Neandertal


Homem de Cro-Magnon


- Homo soloensis


- Homo denisova


- Homo rudolfensis


- Homo ergaster

- Homo Sapiens

 

Curiosidade:

 

- Os Australopitecos, que viveram na África entre 2,5 e 2,9 milhões de anos atrás. Comparando com os seres humanos atuais, eles possuíam cérebros maiores, pernas mais compridas, braços mais curtos, porém a fisionomia facial era mais parecida com a nossa.

 

Machado da Pré-História feita de pedra e madeira
Paleolítico: machado de madeira e pedra (reprodução).

 

 

Os vestígios da Pré-História

 

Os vestígios são qualquer tipo de informação ou material deixados por civilizações passadas. Embora não tenham desenvolvido a escrita, os homens pré-históricos deixaram muitos vestígios que servem como fontes de pesquisa para os arqueólogos e historiadores. Com estas fontes é possível entender muitos aspectos da vida nesse período.

 

Exemplos de objetos e vestígios da Pré-História:

 

- Ferramentas de metais (machados, martelos, facas, arpões, lascas de pedra usadas como facas, etc.).

- Armas de metais (lanças, pontas de flechas, espadas, etc.).

- Utensílios de metais e cerâmica (vasos, potes, pratos, etc.).

- Fósseis de esqueletos humanos. Muitos são encontrados enterrados dentro de cavernas. Alguns foram encontrados congelados em montanhas soterradas por neve.

- Pinturas feitas em paredes de cavernas (pinturas rupestres), também conhecidas como arte rupestre.

- Sambaquis (concheiros): depósitos de conchas soterrados e misturados com objetos pré-históricos (restos de habitações, instrumentos de pedra, ossos humanos e de animais e outros tipos de vestígios).

- Restos de fogueiras petrificadas.

- Estatuetas de metais ou pedra.

 

Pintura rupestre de um bisão na Caverna de Altamira
Pintura rupestre de um bisão na Caverna de Altamira (Espanha).

 

 

Crânio de um Neandertal

Crânio de um Neandertal.

 

 

Animais Pré-Históricos Extintos

 

Podemos chamar de animais pré-históricos extintos todos aqueles que viveram na época da Pré-História, ou seja, há mais de 6.000 anos e que já foram extintos. Grande parte das espécies animais de hoje já existia na Pré-história, porém, estes animais não são chamados de pré-históricos. Temos informações sobre estes animais graças ao trabalho de paleontólogos que fazem reconstituições a partir dos fósseis encontrados. 


Lista das Principais Espécies de Animais Pré-históricos Extintos:



Trilobita: artrópode que viveu na época do Paleozoico. A maior parte das espécies de trilobitas habitava o mar.

 

Peixe Ventastega Curonica: viveu em regiões pantanosas e lagos no fim do período Devoniano. Possuía membros no lugar das barbatanas.

 

Dinossauros: répteis, na maioria de grande porte, que viveram no final do período Jurássico até o final do Cretáceo.

 

Ictiossauros e Plesiossauro: répteis marinhos.

 

Pterossauros: répteis voadores. Viveram no período Mesozoico.

 

Águia-de-haast: ave de rapina diurna que habitou a região da Nova Zelândia.

 

Mixopterusescorpião-marinho que viveu há cerca de 400 milhões de anos.

 

Dimetrodon: espécie intermediária entre mamífero e réptil. Viveu na Europa e América do Norte. 

 

Preguiça-Gigante: entraram em extinção há cerca de 10 mil anos. Viveram em contato com o homem pré-histórico.

 

Smilodon (tigre-de-dentes-de-sabre): eram maiores e mais fortes do que um leão. Tinham dentes grandes e entraram em extinção há cerca de 10 mil anos. Viveram principalmente na América do Sul e do Norte.

 

Mastodonte: espécie de elefante pré-histórico. Pesavam cerca de 6 toneladas e mediam até 3 metros de altura. Entraram em extinção por volta de 10 mil anos. Habitavam áreas da América do Norte e do Sul. 

 

Gliptodonte: parecido com um tatu gigante. Viveu até há 10 mil anos, aproximadamente, nas planícies da América do Sul. Pesava cerca de 1,5 tonelada.

 

Toxodonte: mamífero com casco que viveu na América do Sul até 10 mil anos. Tinham anatomia parecida com os rinocerontes.

 

Mamutes: espécie de elefante pré-histórico. Extinguiram-se há 12 mil anos. Possuíam grandes presas curvadas de marfim.

 

Foto do esqueleto fóssil de uma preguiça-gigante

Esqueleto fóssil de uma preguiça-gigante: outro exemplos de animal típico da Pré-História.

 

 



Última atualização: 02/01/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


A Pré-História e suas características Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Fontes consultadas para a elaboração do texto:

 

- CÁCERES, Florival; PEDRO, Antônio. História Geral. São Paulo: Moderna, 1988.

- MORAES, José Geraldo Vinci. História Geral e do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2010.

- LINHARES, Maria. História Geral e do Brasil: São Paulo: GEN LTC, 2016.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Logotipo do site Suapesquisa.com em preto e branco Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.