Fenícios

Este povo da Antiguidade alcançou grande desenvolvimento comercial e marítimo.


Fenícios: grandes navegadores e comerciantes do Mar Mediterrâneo
Fenícios: grandes navegadores e comerciantes do Mar Mediterrâneo

 

Introdução (região habitada)


O povo fenício, bem antes de o povo romano entrar na Inglaterra, por lá esteve para comprar estanho e couro dos antigos bretões. Habitaram a região da costa oriental do Mediterrâneo, que atualmente é ocupada pela Síria, Israel e Líbano. Entre os séculos X e I a.C. atingiram grande desenvolvimento, principalmente no comércio marítimo.


História


Este foi o primeiro grande povo mercador marítimo. Os fenícios habitaram a costa de Canaã, centenas de anos antes dos hebreus viverem nesta região. Eles tinham pele escura e adoravam Baal e Astarteia (deusa da Lua).  

 

Na história existiram outros grandes conquistadores como, por exemplo, os babilônios, assírios e persas; entretanto, estes não foram capazes de conquistar a mesma riqueza dos fenícios, contudo, o Império Romano absorveu o seu bem-sucedido sistema de comércio marítimo.

 

O comércio marítimo

 

Por volta de 1500 a.C. tiveram grande êxito em seus negócios, pois praticavam comércio intenso tanto por terra quanto por mar. Muitos historiadores fazem referência ao governo assírio como sendo uma Talassocracia, ou seja, governo baseado no domínio ou poderio sobre o mar. O sucesso no comércio marítimo ocorreu graças ao litoral (no Mar Mediterrâneo) adequado para a construção de portos e também pela proximidade geográfica com a Mesopotâmia e o Egito. A grande quantidade de madeira no território fenício também foi um fator favorável para o desenvolvimento de embarcações. Outro produto que os fenícios produziam e usavam para vender e trocar com outros povos era uma tinta de cor roxa, que els obtinham a partir da trituração de conchas marinhas.

 

Principais cidades fenícias

 

Tiveram como suas maiores cidades: Tiro, Biblos e Sidon. Foram responsáveis pela construção de portos comerciais e fundação de colônias em praias distantes, como: Cádiz, na Espanha, e Cartago, localizada ao norte da África. Fundaram outras cidades, no Mediterrâneo, como Ibiza (ilha quer pertence à Espanha), Tânger (no atual Marrocos)



Religião fenícia

 

Os fenícios foram um povo da Antiguidade, que habitaram a região litorânea da atual Síria. Eles ocuparam a região por volta de 3.000 a.C. No século III a.C. foram conquistados pelos romanos. Entre as principais características da religião fenícia, podemos citar:

 

- A religião fenícia era politeísta, ou seja, possuía vários deuses (divindades).

 

- As divindades fenícias eram identificadas com as forças da natureza ou com astros.

 

- Como eram povos navegadores e também desenvolviam a agricultura, a religião desse povo estava muito ligada a essas atividades.

 

- Cada cidade fenícia (as principais eram Biblos, Sidon e Tiro) possuía uma divindade principal, que era cultuada pelos habitantes dela.

 

- Havia também as divindades que eram comuns a todas as cidades, além de deuses de povos vizinhos que também eram cultuados na Fenícia.

 

- O deus principal de cada cidade era chamado de Baal. Portanto, cada cidade fenícia possuía o seu Baal. Ele representava o poder e a importância do Sol.

 

- Outra importante divindade fenícia era Astarte (Astarteia), que simbolizava a fertilidade. Ela era ligada a Lua.

 

- O deus Dagon (divindade que representava o trigo) também tinha grande importância no panteão fenício. Essa divindade era de origem assíria e também estava ligado à fertilidade. Por isso, ele também foi representado com corpo metade de homem e metade de peixe (simbolizava a multiplicação).

 

- Outros importantes deuses e deusas na Fenícia: Eshmun (deus da saúde). Adônis (deus da vegetação na cidade de Biblos), Tinet e Melcart.

 

- Costumavam realizar sacrifícios humanos em seus cultos religiosos. Acreditavam, que dessa forma, agradavam os deuses.

 

- Os sacerdotes fenícios (líderes religiosos) possuíam grande importância nas cidades. Eles eram protegidos pelos governantes e tinham, além de poder social, privilégios.

 

- Os templos fenícios, administrados pelos sacerdotes, possuíam muitas propriedades rurais, o que lhes garantiam bons recursos econômicos.

 

Representação de Dagon, deus fenício
Dagon: um dos deuses mais importante na religião dos fenícios

 


Curiosidades históricas:

 

- O primeiro alfabeto moderno foi inventado pelos fenícios.

- Os fenícios desenvolveram muitos conhecimentos importantes nos campos da Matemática e da Astronomia.


- Em função do tipo de solo pouco fértil, a agricultura não se desenvolveu muito bem em território fenício.


- Um personagem citado na Bíblia, de origem fenícia, é Hirão. De acordo com pesquisadores bíblicos, ele está relacionado com a construção do Templo de Salomão.

- As principais mercadorias produzidas pelos fenícios eram: tecidos, armas, barcos de madeira, objetos de vidro, cobre e bronze.


- A Sicília (ilha mediterrânica pertencente atualmente a Itália) foi uma colônia fenícia na Antiguidade.


- A cidade de histórica fenícia de Biblos, em função de suas ruínas de grande valor histórico, é um Patrimônio Mundial da Unesco. Ela está localizada no Líbano.


- A língua fenícia, que é falada até os dias de hoje (na região litorânea do Oriente Médio, banhada pelo Mediterrâneo) é da família linguística semita.

 

Astarte, deusa fenícia que representava a Lua

Astarte (Astarteia): escultura da deusa fenícia da Lua (também chamada de "Senhora da Galera").



 


Última atualização: 14/12/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Fenícios Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Fenícios Hoje Libaneses

Autor: Jacob, Arlindo G.

Editora: Miguel Felix Adib

 

A Civilização dos Fenícios

Autor: Herm, Gerhard

Editora: Pierre, Otto

 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Logotipo do site Suapesquisa.com em preto e branco Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.