Economia do Japão

Características econômicas do Japão, dados econômicos, aspectos da economia japonesa, dados de 2016 e 2017, inflação, dívida, investimentos


Economia do Japão: destaque na produção industrial
Economia do Japão: destaque na produção industrial

 

Características gerais da economia japonesa

 

A economia japonesa teve um grande avanço após a Segunda Guerra Mundial. Derrotado, o país recebeu uma grande quantidade de capital estrangeiro, principalmente norte-americano, para sua reconstrução. O Japão passou a investir no desenvolvimento industrial e tecnológico, tornando-se na década de 1970 numa grande potência econômica. Atualmente, o Japão possui a 5ª maior economia do mundo (em volume de PIB - referência ano de 2016).

 

Destaca-se na produção e exportação de veículos, equipamentos eletrônicos e artigos de informática. Além destas áreas, a metalurgia, siderurgia e produção naval também são destaques na economia japonesa. Além de grandes empresas multinacionais, o Japão conta com um forte sistema bancário.

 

A infraestrutura (portos, rodovias, geração de energia, etc.) japonesa também é muito desenvolvida, fator que colabora muito com o desenvolvimento econômico do país.

 

A população japonesa possui um elevado poder de consumo, pois os salários pagos pelas empresas japonesas são altos. Logo o mercado interno japonesa é muito desenvolvido, embora as exportações também sejam elevadas.

 

O Japão é um grande exportador de produtos industrializados, porém, importa de outros países grandes quantidades de produtos agrícolas e matérias-primas. Isso ocorre, pois com um território pequeno há pouco espaço para a prática da agricultura. No território japonês também existem poucas reservas de recursos minerais.

 

Dados da economia do Japão

 

Principais setores econômicos: indústria, tecnologia e finanças.

 

Principais regiões industriais: ilhas de Honshu, Hokkaido, Shikoku e Kyushu

 

Moeda: Iene (símbolo ¥)

 

PIB nominal: US$ 4,937 trilhões (em 2016)

 

PIB per capita: US$ 41.200 (em 2016)

 

Desempenho do PIB em 2016: crescimento de 1%

 

Composição do PIB por setor da economia: serviços (69,4%), indústria (29,6%) e agricultura (1,1%) - dados de 2016

 

Força de trabalho (em 2017 - estimativa): 66,9 milhões de trabalhadores ativos.

 

Taxa de desemprego: 3,1% (segundo trimestre de 2016)

 

Investimentos: 23,1% do PIB (em 2016)

 

Dívida Pública: 222,2% do PIB (em 2016)

 

Dívida Externa: US$ 3,24 trilhões (em março de 2016)

 

Taxa de Inflação: -0,1% (ano de 2016)

 

Reservas monetárias: US$ 5,651 trilhões (31/12/2016) - estimativa

 

Taxa de crescimento da produção industrial: 1,2% (ano de 2016).


Carga tributária (impostos e taxas): 34,1% do PIB (em 2016).

 

Principais produtos agropecuários produzidos: arroz, vegetais, frutas, açúcar de beterraba, peixe e ovos.

 

Principais produtos industrializados produzidos: automóveis, máquinas, computadores, equipamentos eletrônicos, navios, produtos químicos, têxteis e alimentos processados.

 

Principais commodities exportadas: motores de veículos, equipamentos de transporte, semicondutores e máquinas elétricas.

 

Principais parceiros econômicos (exportação): Estados Unidos, China, Coreia do Sul e Hong Kong.

 

Principais parceiros econômicos (importação): China, Arábia Saudita, Austrália e Indonésia.

 

Exportações (em 2016): US$ 634,9 bilhões

 

Importações (em 2016): US$ 583,5 bilhões

 

Saldo da balança comercial (em 2016): superávit de US$ 51,4 bilhões.

 

Bloco econômico que pertence: APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico).

 




Impressão Google+


Economia do Japão Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Lições da economia japonesa

Autor: Schwartz, Gilson

Editora: Saraiva

Temas do livro: Economia japonesa, dados econômicos


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2018 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.