Santa Aliança

O que foi, resumo, países, principais objetivos da aliança, contexto histórico


Czar Alexandre I: organizador da Santa Aliança
Czar Alexandre I: organizador da Santa Aliança

 

O que foi - definição histórica

 

A Santa Aliança foi um tratado de caráter conservador, internacional e militar entre Áustria (Império Austríaco), Rússia (Império Russo) e Prússia (Reino da Prússia). Esse acordo foi estabelecido na cidade de Paris, em 26 de setembro de 1815. Ele teve o czar russo Alexandre I como mandatário.

 

Além dos monarcas (representantes políticos das nações), a Santa Aliança contou com integrantes das principais denominações cristãs da Europa (católicos, ortodoxos e protestantes).

 

A Santa Aliança começou a enfraquecer a partir da década de 1820, quando não conseguiu evitar a independência de várias colônias da América do Sul. O ano de 1848, quando ocorreram as revoluções em países da Europa Central e Oriental, pode ser considerado o fim definitivo da aliança.

 

Contexto histórico

 

Esse tratado foi feito logo após a derrota da França, de Napoleão Bonaparte, na Batalha de Waterloo. Essa derrota significou o fim do Primeiro Império Francês e o exílio de Napoleão na Ilha de Santa Helena.

 

As principais nações que venceram a França (Rússia, Áustria e Prússia) impuseram várias consequências aos franceses no Congresso de Viena (1815).

 

A Santa Aliança ocorreu nesse contexto histórico, para afirmar as decisões do Congresso de Viena e fortalecer os ideais sociais, políticos e econômicos das nações vencedoras.

 

Principais objetivos da Santa Aliança:

 

- Combater o liberalismo, que era uma das principais características da Revolução Francesa. Nesse sentido, a Santa Aliança também era contrária aos princípios democráticos, constitucionalistas e emancipacionistas.

 

- Tentar retornar a Europa para a situação anterior à Revolução Francesa. Ou seja, retomar os princípios do Antigo Regime.

 

- Evitar a secularização do Estado, mantendo a influência da Igreja Católica e os princípios morais, religiosos e sociais do cristianismo.

 

- Estabelecer um pacto de ação em conjunto (entre as nações da Santa Aliança) para combater qualquer ação revolucionária, que tivesse como intenção derrubar o sistema absolutista e contestar o “direito divino dos reis”.

 

- Defender o sistema de recolonização, restaurando o Antigo Sistema Colonial.


Mapa mostrando os países da Santa Aliança

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Países integrantes da Santa Aliança em 1815.

 

 

Publicado em: 20/10/2019
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Santa Aliança Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Toda História - Mundo Contemporâneo

Autor: Piletti, Nelson; Arruda, José Jobson

Editora: Ática

Ano: 2011

Temas do livro: História Geral


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.