Positivismo

O Positivismo foi uma corrente filosófica criada por Augusto Comte no século XIX.


Auguste Comte: um dos principais representantes do pensamento positivista
Auguste Comte: um dos principais representantes do pensamento positivista

 

Definição - o que é

 

O positivismo é uma corrente filosófica que surgiu na França no começo do século XIX. Os principais idealizadores do positivismo foram os pensadores Augusto Comte e John Stuart Mill. Esta escola filosófica ganhou força na Europa na segunda metade do século XIX e começo do XX, período em que chegou ao Brasil.

 

Características e princípios filosóficos positivista:

 

- Defesa da posição de que todo conhecimento só pode ser verdadeiro se for científico. Para tanto, deve ser comprovado por métodos científicos.

 

- Tem origem na epistemologia, que surgiu na França no século XIX.

 

- Defesa da ordem (social, política, econômica, etc.) e do progresso (baseado, principalmente, no desenvolvimento científico).

 

- O positivismo tem várias semelhanças e relações com o empirismo (teoria filosófica que valoriza a experiência na busca do conhecimento).

 

- Valorização da lógica e da razão em oposição às explicações religiosas, supersticiosas e mitológicas.

 

- No campo da História, o conhecimento que tem valor é aquele que pode ser comprovado através de documentos.

 

- Defesa e uso do raciocínio indutivo (uso de testes para medir a probabilidade dos argumentos).

 

- Valorização da pesquisa empírica para validar estruturas e mudanças sociais. Logo, as Ciências Humanas (História, Sociologia e Filosofia) devem ser “comandadas” pelas Ciências Exatas (Matemática, Física, Química).

 

- Uso de métodos científicos para analisar e entender o comportamento humano. Foi nesse sentido, que surgiu a Psicologia Behaviorista.

 

- Rejeição dos conhecimentos intuitivos, subjetivos e introspectivos.

 

- As ciências devem ser usadas como ferramentas para compreender os problemas sociais, identificar ações e aplicá-las com o objetivo de sanar esses problemas.

 

- Para os positivistas, as mulheres são as depositárias dos bons costumes e da moral. Portanto, devem atuar em casa, se dedicando exclusivamente ao lar e aos cuidados e educação dos filhos.

 

- Oposição ao idealismo (corrente filosófica que valoriza os elementos subjetivos).

 

Henri de Saint-Simon, importante positivista francês

Henri de Saint-Simon (1760-1825): filósofo, economista, teórico social e importante positivista francês do começo do século XIX.

 

 

Influências 

 

O positivismo teve muita influência na literatura. No Brasil, por exemplo, influenciou escritores naturalistas como Aluísio de Azevedo e Raul Pompeia.

 

O Neopositivismo

 

Também conhecido como Empirismo Lógico, o Neopositivismo foi uma corrente filosófica que surgiu nas primeiras três décadas do século XX. Os representantes dessa vertente positivista se reuniram num grupo, formado por cientistas e filósofos, chamado de Círculo de Viena. Esse grupo foi formado pelo filósofo alemão Moritz Schlick. Para os neopositivistas, o conhecimento verdadeiro só pode ser obtido através do método científico, que deve ficar restrito ao verificável e ao empírico.

 

Curiosidades históricas:

 

- A frase “Ordem e Progresso” que encontramos na bandeira brasileira é de inspiração positivista.


- Na cidade do Rio de Janeiro, em 1881, foi criada a primeira Igreja Positivista Brasileira. Seus fundadores foram dois importantes positivistas brasileiros do final do século XIX: Miguel Lemos e Teixeira Mendes.

 

- No Brasil, começaram a surgir os primeiros positivistas na segunda metade da década de 1840.

 

John Stuart Mill, um dos representantes do positivismo

John Stuart Mill: político, filósofo e economista inglês foi um dos principais representantes do positivismo na segunda metade do século XIX.

 

 

 



Última revisão: 12/01/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Positivismo Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Fontes de referência do texto:

 

- COTRIM, Gilberto e FERNANDES, Mirna,. Fundamentos de Filosofia. São Paulo: Editora Saraiva, 2017. 

 

- CHAUÍ, Marilena. Iniciação à Filosofia. São Paulo: Editora Ática, 2017. 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.