A Desertificação e suas consequências

Desertificação é um processo em que uma região perde sua cobertura vegetal e se transforma num deserto.


Solo após processo de desertificação
Solo após processo de desertificação

 

O que é

 

Desertificação é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural.



Principais características

 

No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento. Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva).



Principais causas da desertificação:

 

Desmatamento provocado por queimadas ou corte de árvores em grande quantidade numa região.

 

Mudanças climáticas.

 

Aumento desordenado da urbanização em áreas florestais.

 

Práticas agrícolas que desgastam muito o solo.

 

Erosão do solo provocado por ação humana ou processos naturais.

 

Contaminação do solo por produtos químicos.



Exemplos de ocorrências no Brasil e no mundo

 

Nas últimas décadas vem ocorrendo um significativo aumento do processo de desertificação no mundo As principais áreas atingidas são: oeste da América do Sul, Oriente Médio, sul da África, noroeste da China, sudoeste dos Estados Unidos, Austrália e sul da Ásia. 

 

No Brasil, a desertificação vem aumentando, atingindo várias regiões. Nordeste (região do sertão), Pampas Gaúchos, Cerrado do Tocantins e o norte do Mato Grosso e Minas Gerais são áreas do território brasileiro afetadas atualmente pela desertificação. Vale ressaltar que alguns geógrafos e geólogos brasileiros defendem que, no caso dos Pampas Gaúchos, está ocorrendo um processo de arenização e não de desertificação.



Principais consequências da desertificação

 

A desertificação gera vários problemas e prejuízos para o ser humano. Com a formação de áreas áridas, a temperatura aumenta e o nível de umidade do ar diminui, dificultando a vida do ser humano nestas regiões.

 

Com o solo infértil, o desenvolvimento da agricultura também é prejudicado, diminuindo a produção de alimentos e aumentando a fome e a pobreza.

 

O meio ambiente também é prejudicado com este processo. A formação de desertos elimina a vida de milhares de espécies de animais e vegetais, pois modifica radicalmente o ecossistema da região afetada.

 

A desertificação também favorece o processo de erosão (desgaste da superfície) do solo, pois as plantas e árvores não existem mais para "segurar" o solo.

 

Para combater ou mitigar os efeitos da desertificação, governos e comunidades podem precisar investir pesadamente em reabilitação de terras, tecnologias de irrigação e outras medidas de alto custo financeiro.

 

À medida que as terras se tornam menos produtivas, as pessoas são forçadas a se mudar em busca de melhores condições de vida, levando a deslocamentos internos e migrações, que podem causar instabilidade regional.



Principais áreas afetadas pela desertificação:

 

- Áreas degradas por prática de pecuária.

 

- Áreas degradadas por prática de agricultura de sequeiro (cultivo em terras áridas, secas).

 

- Áreas degradas por pastoreio.

 

- Áreas degradadas por irrigação.



Você sabia?

 

- 17 de junho é o Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca. 

 

- 2006 foi declarado como sendo o Ano Internacional dos Desertos e da Desertificação. Quatro anos depois, em 2010, a ONU estabeleceu a década seguinte (2010 a 2020) como sendo a "Década das Nações Unidas para os desertos e a luta contra a Desertificação".

 

- Segundo a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD), 40% da superfície terrestre já está sob risco de desertificação.

 

- Cerca de 30% do território do nosso planeta já está sofrendo as consequências do processo de desertificação.

 

Área com árvores queimadas gerando a desertificação

Área em processo de desertificação provocado por queimada.

 


 

Por Marcia Rodrigues - Professora de Geografia - Graduada pela Universidade de Guarulhos (2005)




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Fontes de referência:

 

- MORAES, Paulo Roberto. Geografia Geral e do Brasil – Volume Único. São Paulo: Editora Harbra, 2016. 

 

- TERRA, Lygia. Geografia. Conexões. Estudos de Geografia Geral e do Brasil - Volume Único. Série Moderna Plus. São Paulo: Editora Moderna, 2014. 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.