Michelangelo Buonarroti

Michelangelo foi um dos mais geniais pintores e escultores do período da Renascença Italiana.


Réplica da obra Davi: um dos principais trabalhos do artista
Réplica da obra Davi: um dos principais trabalhos do artista

 

Quem foi

 

Porém, o artista passou parte de sua infância e adolescência na cidade de Florença. É considerado um dos principais representantes do Renascimento Cultural Italiano.

 

Biografia resumida

 

- Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni nasceu na cidade de Capresse, Itália, no dia 6 de março de 1475.

 

- Como grande parte dos pintores e escultores da época, Michelangelo começou a carreira artística sendo aprendiz de um grande mestre das artes. Seu mestre, que lhe ensinou as técnicas artísticas, foi Domenico Girlandaio. Após observar o talento do jovem aprendiz, Girlandaio o encaminhou para a cidade de Florença, onde ficou sob a proteção de Lourenço de Médici (governante de Florença e Duque de Urbino). Em Florença, recebeu influências artísticas de vários pintores, escultores e intelectuais da época, já que a cidade era um grande centro de produção cultural.

- Em 1492, foi morar na cidade italiana de Bolonha, logo após a morte de Lourenço. Ficou nesta cidade por 4 anos, já que em 1496, recebeu um convite do cardeal San Giorgio para morar em Roma. San Giorgio tinha ficado admirado com a escultura em mármore Cupido, que havia comprado do artista. Nessa época, criou duas importantes obras, com grande influência da cultura greco-romana: Pietá (1498) e Baco (1497). Ao retornar para a cidade de Florença, em 1501, criou duas outras obras importantes: Davi (veja imagem acima) e a pintura a Sagrada Família.

 

- No ano de 1503, o artista recebeu um novo convite vindo de Roma, de Júlio II. Foi convocado para fazer o túmulo papal, obra que nunca terminou, pois constantemente era interrompido por outros chamados e tarefas. Entre os anos de 1508 e 1512, pintou o teto da Capela Sistina no Vaticano, sendo por isso comissionado por Leão X (veja abaixo a definição de mecenas). Neste período, também trabalhou na reconstrução do interior da Igreja de São Lourenço em Florença.

 

- Entre os anos de 1534 e 1541, trabalhou na pintura O Último Julgamento, na janela do altar da capela Sistina. Em 1547, foi indicado como o arquiteto oficial da Basílica de São Pedro no Vaticano.

 

- Morreu em 18 de fevereiro de 1564, aos 89 anos de idade, na cidade de Roma. Até os dias de hoje, Michelangelo é considerados um dos mais talentosos artistas plásticos de todos os tempos, junto com outros de sua época, como: Leonardo da Vinci, Rafael Sanzio, Donatello e Giotto di Bondone.

 

* Mecenas: pessoas ricas e poderosas da época do Renascimento, que investiam nas artes como forma de conseguir reconhecimento e status perante a sociedade. Geralmente, eram príncipes, burgueses, bispos, condes e duques. Foram importantes para o desenvolvimento das artes plásticas e da literatura na época do Renascimento Cultural, pois injetaram capital nesta área. A burguesia, classe social em ascensão, e que lucrava muito com seu trabalho voltado para o comércio, viu no mecenato uma forma de alcançar o status da nobreza.


Criação de Adão, obra de Michelangelo

 

 

 

 

 

 

 

 


Criação de Adão: uma das cenas da pintura do teto da Capela Sistina.

 

 

 

 

Principais características do seu estilo artístico:

 

- Suas pinturas e esculturas colocaram o ser humano como centro do universo.

 

- Abordou, em suas obras, temas relacionados à mitologia greco-romana, ao cristianismo e personagens bíblicos

 

- Estudo científico da natureza para realizar obras com o maior realismo possível.

 

- Gosto por obras grandiosas. A pintura do teto da Capela Sistina se encaixa muito bem nesta característica.


Moisés, escultura de Michelangelo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Moisés (1513-1515): uma das esculturas mais conhecidas de Michelangelo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Principais obras de Michelangelo:

 

- Afrescos do teto da Capela Sistina


- A criação de Adão - principal cena da pintura da Capela Sistina


- Julgamento Final


- Martírio de São Pedro


- Conversão de São Paulo


- Cúpula da Basílica de São Pedro - pintura


- Esculturas: Davi (1501-1504), Leda, Moisés e Pietá.


- Retratos da família Médici


- Livro de poesias: Coletânea de Rimas


- A Madona dos degraus - relevo

 

- Pietà Rondanini (1564) - escultura

 

Exemplo de frases de Michelangelo:

 

- "O amor é a asa rápida que Deus deu à nossa alma para que ela voe até o céu".


- "Alguns fazem muitas aquisições, outros aprendem perdendo".


- " O mármore bruto possui a forma de todas as ideias que o grande artista tem"

- "Bem-vindo é o sono, mais bem vindo o sono de pedra. Enquanto crime e vergonha continuam na Terra; Minha feliz sorte, não ver ou ouvir; Não me acordem - por piedade, sussurrem baixo".


Pieta, obra de Michelangelo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pietà (1499), uma das obras mais conhecidas de Michelangelo.

 

 

 

 

 

 

Curiosidades históricas:

 

- De acordo com historiadores da arte, após finalizar a estátua Moisés, Michelangelo teria dito "Parla! Parla!" (Fala!Fala!).

 

- A escultura Davi (1501-1504) era tão grande que uma parede da oficina em que ela foi feita teve de ser demolida para que a obra passasse. Para transportá-la até o destino final, foram necessários cerca de 35 homens. Foram utilizados também andaimes e sistemas de cilindros. Ao todo, o transporte demorou quatro dias. A obra tem 5,17 metros de altura e pesa pouco mais de 5 toneladas.

 

 

atualizado em 31/07/2020
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Michelangelo Buonarroti Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

A vida e obra de Michelangelo

Autor: Tames, Richard

Editora: Madras

Ano de publicação: 2005

Temas do livro: Biografia

 

No tempo de Michelangelo (coleção Arte ao redor do mundo)

Autor: Mason, Antony

Editora: Callis

Ano de publicação: 2009

Temas do livro: História

 

 

Fontes de referência do texto:

 

- CAMPOS, Raymundo. Estudos de História Moderna e Contemporânea. São Paulo: Editora Atual, 1988.

 

- CÁCERES, Florival; PEDRO, Antônio. História Geral. São Paulo: Moderna, 1988.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.