Baco

Baco era o deus romano do vinho e das festas na mitologia romana antiga. Na Grécia Antiga era conhecido como Dionísio.


Baco: deus romano do vinho e das festas
Baco: deus romano do vinho e das festas


Principais características do deus Baco

 

Na mitologia romana, Baco era o deus do vinho, das festas, do lazer, do prazer e da folia.

 

Filho do deus Júpiter (deus do dia) com a mortal Sêmele, Baco era considerado pelos romanos como um amante da paz e promotor da civilização.



De acordo com a mitologia romana, Baco ao tornar-se adulto descobriu a forma de extrair o suco da uva e produzir o vinho.

 

Com inveja, a deusa Juno (Hera no panteão grego) transforma Baco num louco a vagar pelo mundo. Ao passar pela Frigia, foi curado e instruído nos rituais religiosos pela deusa Cibele. 

 

Curiosidade mitológica:



- Na mitologia grega, o equivalente ao deus Baco era Dionísio.

 

Mosaico mostrando Baco, o deus do vinho com um  cacho de uva na mão

Baco, deus romano do vinho e das festas segurando um cacho de uvas (simbolizando o vinho).




 

 



Última revisão: 03/09/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).

 






Baco Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Dicionário de mitologia grega e romana

Autor: Schimdt, Joel

Editora: Edições 70

Ano: 2012

Temas do livro: Mitos e lendas da Roma Antiga


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.