Regiões Metropolitanas

As regiões metropolitanas são compostas por uma metrópole e cidades ao redor. Veja abaixo alguns exemplos no Brasil e características principais.


Grande São Paulo: maior região metropolitana do Brasil
Grande São Paulo: maior região metropolitana do Brasil

 

O que são (definição) e características


As regiões metropolitanas são áreas compostas por um conjunto de cidades contíguas e com integração socioeconômica a um município de grande porte (aquele que apresenta boa infraestrutura, variedade de serviços, grande mercado de trabalho e elevada população residente).

 

Conurbação


No processo de formação de uma região metropolitana ocorre o fenômeno da conurbação. Esse se caracteriza pelo crescimento das cidades até que elas acabam gerando áreas contínuas (umas encostadas nas outras).

 

Regiões Metropolitanas e a Constituição brasileira


De acordo com a Constituição Brasileira de 1988, cabe aos governos estaduais o reconhecimento legal das regiões metropolitanas. De acordo com a Constituição Federal, a de atribuição dos estados instituir as regiões metropolitanas, a fim de possibilitar a integração, planejamento e execução de funções públicas de interesse comum.

 

Vantagens e desvantagens de morar numa região metropolitana


Como vantagens podemos citar o amplo mercado de trabalho, a disponibilidade de serviços públicos e particulares em grande quantidade e a infraestrutura existente na região.

 

As desvantagens são: poluição do ar em função da grande quantidade de veículos em circulação, trânsito em maior quantidade, custo de vida mais elevado do que nas pequenas cidades e maior incidência de crimes.


Exemplos das principais regiões metropolitanas do Brasil e população:


- Região Metropolitana de São Paulo – 21,7 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana do Rio de Janeiro – 12,7 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Belo Horizonte – 5,9 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Porto Alegre – 4,3 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Fortaleza – 4,1 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Recife – 4,07 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Salvador – 3,9 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Curitiba – 3,6 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Campinas – 3,2 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Manaus – 2,6 milhões de habitantes


- Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (SP) – 2,5 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Goiânia – 2,5 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Belém – 2,5 milhões de habitantes

 

- Região Metropolitana de Sorocaba - 2.1 milhões de habitantes.

 

Fonte: Dados populacionais relativos a estimativa de 2019 – IBGE).



Vista da cidade do Rio de Janeiro
A Região Metropolitana do Rio de Janeiro é a segunda mais populosa do Brasil.

 

Você sabia?


- As regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro são consideradas nacionais, pois suas influências atingem todo o território nacional. São grandes polos industriais, financeiros, educacionais e de pesquisa.

 

- Cerca de 45% da população brasileira vive em regiões metropolitanas.

 

Saiba mais:

 

- Veja um mapa do Brasil com as principais regiões metropolitanas no website do IBGE (o arquivo está no formato PDF).

 

 

 


 


atualizado em 01/11/2020






Regiões Metropolitanas Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Regiões Metropolitanas
Autor: Garson, Sol
Editora: Letra Capital
Temas do livro: Geografia Urbana, Urbanização e Cidades.


Fontes de referência do texto:

 

- ALMEIDA, Mauricio de. Geografia Global - Geral e do Brasil - Volume Único - Ensino Médio. São Paulo: Escala Educacional, 2010. 

 

- SENE, Eustáquio de, MOREIRA, João Carlos. Geografia – Projeto Múltiplo. São Paulo: Scipione, 2014. 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.