Desmatamento da Floresta Amazônica

O desmatamento é um dos principais problemas enfrentados pela Floresta Amazônica. Veja as causas no texto a seguir.


Queimada ilegal: uma das principais causas do desmatamento
Queimada ilegal: uma das principais causas do desmatamento

 

Introdução



A desmatamento da Floresta Amazônica é um dos principais problemas ambientais do mundo atual, em função de sua grande importância para o meio ambiente. Este desmatamento causa extinção de espécies vegetais e animais, trazendo danos irreparáveis para o ecossistema amazônico. 


Principais causas:


- Degradação provocada pelo corte ilegal de árvores, destinadas ao comércio ilegal de madeira;

 

- Queimadas ilegais para abertura de pastagens para o gado ou áreas agrícolas (principalmente para a cultura de soja);

 

- Assentamentos humanos em função do crescimento populacional na região.

 

Principais consequências (os problemas gerados):


- Extinção de espécies vegetais e animais;

 

- Desequilíbrio no ecossistema da região;

 

- Aumento da poluição do ar nos casos de queimadas;

 

- Aumento de casos de erosão do solo.


Problemas de fiscalização


Em função da gigantesca extensão territorial da Floresta Amazônica, a fiscalização é extremamente complicada. Além disso, o governo brasileiro coloca poucos fiscais atuando na região, fato que dificulta ainda mais a fiscalização.

 

Desmatamento em 2019: aumento provocado por diversos focos de incêndio

 

- De acordo com dados do INPE, entre janeiro e setembro de 2019, a Floresta Amazônica perdeu 7,85 mil km² de sua cobertura vegetal. Só no mês de setembro desse ano, em função principalmente das queimadas ilegais, o desmatamento apresentou aumento de 96%. Entre janeiro e setembro de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018, houve aumento de 92,7% no desmatamento. Foi um dos piores resultados dos últimos anos.

 

- O INPE divulgou dados em novembro de 2019, que apontaram para um aumento de 29,5% (entre agosto de 2018 e julho de 2019) no desmatamento da floresta amazônica (em relação ao mesmo período do ano  passado). Nesse período, a floresta amazônica perdeu cerca de 7,5 mil km² de sua cobertura vegetal.

 

Você sabia?

 

- O ano em que ocorreu maior desmatamento na Floresta Amazônica foi 1995 com 29.059 km² desmatados (desde 1988, ano em que começou a medição oficial feita pelo INPE).

 

- De acordo com dados do Boletim do Desmatamento do Imazon, o estado do Pará foi o que apresentou maior desmatamento em janeiro de 2019. Só esse estado foi resposável por, aproximadamente, 37% de todo desmatamento na Amazônia Legal.

 

Troncos de árvores cortadas na Floresta Amazônica
O corte ilegal de árvores para o comércio é outra importante causa do desmatamento na floresta amazômica.



Saiba mais:

 

- Acompanhe a situação atual do desmatamento na floresta amazônica no site do Jornal da USP.

 

 

 


 

 

atualizado em 02/11/2020




Você também pode gostar de:


Desmatamento da Floresta Amazônica Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Florestas - desmatamento e destruição

Autor: Helene, Maria Elisa Marcondes

Editora: Scipione

Ano: 1996

Temas do livro: Meio Ambiente, Ecologia e Geografia.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.