Vírus: tipos, estrutura e reprodução.

Os vírus são causadores de vários patologias nos seres humanos e outros animais.


Imagem de microscópio do vírus influenza (gripe)
Imagem de microscópio do vírus influenza (gripe)

 

O que são



A palavra vírus é originária do latim e significa toxina ou veneno. O vírus é um organismo biológico com grande capacidade de multiplicação. Usa para isso a estrutura de uma célula hospedeira. É um agente capaz de causar doenças em animais e vegetais.



Estrutura de um vírus



Os vírus são formados por um capsídeo de proteínas que envolve o ácido nucleico. Os capsídeos podem assumir formas diferentes: cilíndrica, helicoidal (parecida com uma escada em espiral, etc. O ácido nucleico pode ser RNA (ácido ribonucleico) ou DNA (ácido desoxirribonucleico). Em alguns tipos de vírus, esta estrutura é envolvida por uma capa lipídica ligada a tipos de proteínas.



Vida dos vírus


Um vírus sempre precisa de uma célula para poder replicar seu material genético. Conseguindo a célula, o vírus produz cópias dele mesmo. Ele possui uma grande capacidade de destruir uma célula, pois usa todo o funcionamento da mesma para seu processo de reprodução. Pode infectar células eucarióticas (de animais, fungos, vegetais) e procarióticas (de bactérias).



Classificação (tipos de vírus)


A classificação dos vírus se faz de acordo com o tipo de ácido nucleico que possuem, número de cadeias desse ácido e forma de “interpretação” do código genético:


Vírus com DNA


- De cadeia simples


- De cadeia dupla

 


Vírus com RNA


- De cadeia simples com sentido positivo


- De cadeia simples com sentido negativo


- De cadeia dupla

 


Vírus de transcrição reversa


- Com cadeia de DNA dupla


- Com cadeia de RNA simples



Reprodução: o ciclo reprodutivo



São quatro as fases do ciclo de vida de um vírus:  



1. Entrada do vírus na célula: ocorre a absorção e fixação do vírus na superfície celular e logo em seguida a penetração através da membrana celular.



2. Eclipse: um tempo depois da penetração, o vírus fica adormecido e não mostra sinais de sua presença ou atividade.



3. Multiplicação: ocorre a replicação do ácido nucléico e as sínteses das proteínas do capsídeo. Os ácidos nucléicos e as proteínas sintetizadas se desenvolvem com rapidez, produzindo novas partículas de vírus.



4. Liberação: as novas partículas de vírus saem para infectar novas células sadias.

 

 

Os arbovírus

 

Os arbovírus são vírus transmitidos aos seres humanos por artrópodes hematófagos (se alimentam de sangue), principalmente mosquitos e carrapatos. Muitos destes vírus têm como hospedeiros iniciais espécies de animais silvestres (aves, macacos, roedores e etc.). Mosquitos, por exemplo, picam estes animais e transmitem os arbovírus para o homem, também através da picada. Quando passam para o meio urbano, o ser humano passa a ser também o reservatório destes arbovírus.

 

Famílias de arbovírus:

 

- Bunyavírus: vírus da febre hemorrágica viral (hantavírus).

 

- Togavírus: vírus da rubéola, vírus da febre de Mayaro e encefalite venezuelana.

 

- Flavivírus: vírus da dengue, vírus da febre amarela, vírus da febre da zika, vírus da encefalite viral.

 

Exemplos de arbovírus, vetores e arboviroses:

 

- Vírus da Dengue: transmitido pela picada do mosquito aedes aegypti. É o causador da arbovirose conhecida como Dengue.

 

- Zika Vírus: também transmitido pelo mosquito aedes aegypti. É o causador da arbovirose conhecida como Febre Zika.

 

- Vírus da Febre Chikungunya: também transmitido pelo mosquito aedes aegypti. É o causador da arbovirose conhecida como Febre Chikungunya.

 

- Vírus da febre amarela: transmitido pela picada dos mosquitos aedes aegypti e aedes albopictus. É o causador da arbovirose conhecida como Febre Amarela.

 

- Vírus oropouche: transmitidos pela picada do mosquito maruim (borrachudo). É o causador da Febre do Aropouche.

 

- Vírus Mayaro: transmitido aos seres humanos através da picada de mosquitos silvestres, principalmente do Haemagogus janthinomys. É o responsável pela doença conhecida como Febre do Mayaro.

 

Imagem de microscópio do vírus da febre amarela

Imagem de microscópio do vírus da febre amarela

 


Curiosidades:



- Exemplos de doenças humanas provocadas por vírus: hepatite, sarampo, caxumba, gripe, dengue, poliomielite, febre amarela, varíola, AIDS e catapora.


- Os antibióticos não servem para combater os vírus. Alguns tipos de remédios servem apenas para amenizar os sintomas das infecções virais. As vacinas são utilizadas como método de prevenção, pois estimulam o sistema imunológico das pessoas a produzir anticorpos contra determinados tipos de vírus.

 

Imagem microscópica de um vírus do sarampo

Imagem microscópica de um vírus do sarampo (measles morbillivirus).

 

Você sabia?

 

- O ramo da Microbiologia voltado para o estudo dos vírus é conhecido como Virologia. Já o especialista no estudo dos vírus é conhecido profissionalmente como virologista.

 

- Os bacteriófagos são vírus que atacam bactérias. O bacteríofago mais conhecido é o T4.

 

 

 



artigo atualizado em 22/10/2020

Por Elaine Barbosa de Souza
Graduanda em Ciências Biológicas pela Universidade Metodista de São Paulo.

 




Você também pode gostar de:


Bibliografia Indicada

 

Vírus e Homens
Autor: Montagnier, Luc
Editora: Instituto Piaget



Fontes de referência do site:

 

- FAVARETTO, José Arnaldo. Biologia – Unidade e Diversidade. São Paulo: Editora FTD, 2016.

 

- AMABIS, José Mariano e MARTHO, Gilberto Rodrigues. Biologia Moderna. São Paulo: Editora Moderna, 2016.




Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.