Capitalismo Financeiro

Veja abaixo os principais aspectos do capitalismo financeiro, e as práticas capitalistas da fase.


Capitalismo financeiro: fortalecimento do sistema financeiro
Capitalismo financeiro: fortalecimento do sistema financeiro

 

Significado

 

O capitalismo financeiro é um sistema econômico, subtipo do capitalismo, que surgiu no começo do século XX e apresenta como característica principal a subordinação dos meios de produção para a acumulação de dinheiro e obtenção de lucros através do mercado financeiro (ações, produtos financeiros, títulos, derivativos e mercado de câmbio). O capitalismo financeiro está presente na economia mundial até os dias de hoje.

 

As principais características do capitalismo financeiro são:

 

- Forte presença, na primeira metade do século XX, de empresas (indústrias, comércios e finanças) monopolizadoras;

 

- Integração do capital industrial ao bancário;

 

- Busca de lucros expressivos no mercado financeiro, através da negociação de ações, moedas, derivativos e outros produtos financeiros;

 

- Fortalecimento do sistema de empréstimos e financiamentos para aquisição de bens (imóveis, carros e outros produtos);

 

- Fortalecimento das bolsas de valores;

 

- Surgimento de empresas multinacionais (transnacionais);

 

- Aumento da importância dos bancos na vida das empresas e pessoas. Dependência para pagar contas, obter empréstimos e financiamentos, investimentos e outras atividades financeiras.

 

- Aumento da especulação financeira nos mercados;

 

- Aumento dos lucros dos bancos, financeiras, corretoras de seguros e corretoras que operam com ações nas bolsas de valores;

 

- Surgimento e valorização de profissões voltadas para o mercado financeiro;

 

- Surgimento, uso e dependência de sistemas tecnológicos nas operações financeiras.

 

Crises

 

O capitalismo financeiro já enfrentou duas três fortes crises. 

 

- A primeira delas ocorreu em 1929 com a Quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque. A desvalorização das ações das empresas norte-americanas ocorreu de forma rápida e significativa. Muitas empresas foram a falência e a crise se espalhou pelos países capitalistas do mundo todo. 

 

- A segunda crise foi recente e ainda espalha pelo mundo suas consequências negativas. Surgiu nos Estados Unidos, em 2008, com o estouro da bolha imobiliária e a desvalorização de produtos financeiros presentes nas carteiras de diversos bancos norte-americanos e europeus. A crise  gerou falências, além de diminuir o crescimento econômico em diversos países e aumentar o desemprego nos EUA e na Europa.

 

- A última crise grave do capitalismo financeiro está ocorrendo em 2020, em função da pandemia do coronavírus. Esse problema na saúde está afetando a economia de quase todos os países, gerando queda acentuada das ações das empresas em bolsas de valores e gerando desemprego global. O motivo é o sistema de quarentena adotado em grande parte dos países (para impedir o avanço da pandemia), que provocou fechamento de muitas empresas e a paralisia da economia.

 

Foto da Bolsa de Valores de Nova Iorque

Bolsa de Valores: símbolo máximo do capitalismo financeiro (foto: Bolsa de Valores de Nova Iorque, EUA).


 

 


 

 

Última revisão: 03/04/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Capitalismo Financeiro Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Capitalismo histórico e civilização capitalista

Autor: Wallerstein, Immanuel M.

Editora: Contraponto

Temas: Economia e Sociologia.

 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.