Gustave Flaubert

Gustave Flaubert foi um escritor realista francês do século XIX. Saiba mais sobre sua vida e obra no texto a seguir.


Gustave Flaubert: um dos principais representantes do Realismo
Gustave Flaubert: um dos principais representantes do Realismo

 

Quem foi

 

Gustave Flaubert foi um importante escritor francês do século XIX. Nasceu na cidade de Rouen (França) em 12 de dezembro de 1821 e faleceu em Croisset (França) em 8 de maio de 1880.

 

É considerado um dos principais representantes do Realismo. Destacou-se por seus romances e contos. Sua principal obra foi o romance “Madame Bovary” de 1857.

 

Biografia resumida

 

- Nasceu numa família de classe média de antepassados católicos e protestantes.

 

- Demonstrou interesse por literatura e teatro desde os estudos no Colégio Real, durante sua juventude.

 

 - Seguindo o desejo do pai foi estudar Direito na Universidade de Paris. Sem interesse pela área, começa a levar uma vida boêmia.

 

- Com crises nervosas e alucinações, seu pai coloca para passar um tempo em recuperação num sitio de Croisset.

 

- Fez uma viagem ao oriente entre os anos de 1849 e 1852. Conheceu Jerusalém, Egito e Constantinopla.

 

- Em 1851 começou a escrever “Madame Bovary”, terminado somente em 1857, tornou-se sua grande obra literária. A obra causou um escândalo na sociedade europeia da época, em função da forma realista que abordou temas como adultério e suicídio.

 

- Em 1866 recebeu do governo francês a Ordem Nacional da Legião de Honra.

 

- Passou por dificuldades financeiras no final da vida. Morreu, provavelmente de Acidente Vascular Cerebral, em 8 de maio de 1880.

 

 

Principais características do estilo literário de Flaubert:

 

- Análise psicológica dos personagens;

 

- Abordagem de temas relacionados ao comportamento social;

 

- Construção de histórias com extremo realismo;

 

- Perfeccionista, demorava em média 5 anos para escrever um romance, pois dizia que precisava sempre utilizar “a palavra certa”.

 

Retrato pintado de Gustave Flaubert
Retrato de Gustave Flaubert (pintura de Eugène Giraud).

 



Principais obras de Flaubert

 

Romances:

 

- Novembro - 1842

 

- Madame Bovary – 1857

 

- Salambô – 1862

 

- Educação sentimental – 1869

 

- As tentações de Santo Antão – 1874

 

Contos:

 

- Três contos – 1877

 

Não Ficção:

 

- Dicionário das Ideias feitas – 1911 (obra póstuma)

 

Teatro

 

- O Castelo de corações - 1880

 

 

Exemplos de frases:

 

- “A culpa é da fatalidade".

 

- “Tenha cuidado com a tristeza. É um vício".

 

- "O estilo está nas palavras e dentro delas. É igualmente a alma e a carne de uma obra".

 

- "Seja metódico e organizado em sua vida como um burguês, para poder ser violento e original em sua obra".


- "Ama a arte: de todas as mentiras é, pelo menos, a menos enganosa".

 

Capa do livro Madame Bovary

Madame Bovary (1857): romance realista de Gustave Flaubert é uma das principais obras da literatura francesa do século XIX.

 

 

 

 

 

 



Última revisão: 30/09/2020

Por Elaine Barbosa de Souza
Graduada em Letras (Português e Inglês) pela FMU (2002).

 






Gustave Flaubert Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Gustave Flaubert

Autor: James, Henry

Editora: 7 letras

Temas: Literatura Estrangeira, Teoria Literária e Crítica Literária.

 

Gustave Flaubert

Autor: Maupassant, Guy de

Editora: Pontes

Temas: Teoria e crítica literária.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2020 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.