Pop Art

Pop Art foi um movimento artístico, que se desenvolveu nos EUA e Inglaterra nas décadas de 1940 e 1950.


Marilyn Monroe retratada numa obra de	Andy Warhol
Marilyn Monroe retratada numa obra de Andy Warhol

 

O que foi e origem do movimento

 

A Pop Art, abreviatura de Popular Art, foi um movimento artístico que se desenvolveu na década de 1950, na Inglaterra e nos Estados Unidos. Este movimento foi, em sua essência, uma reação artística ao movimento do Expressionismo abstrato das décadas de 1940 e 1950.

 


PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:



1. Crítica à cultura de massa

 

Os artistas deste movimento buscaram inspiração na cultura de massa para criar suas obras de arte, aproximando-se e, ao mesmo tempo, criticando de forma irônica a vida cotidiana materialista e consumista. Latas de refrigerante, embalagens de alimentos, histórias em quadrinhos, bandeiras, panfletos de propagandas e outros objetos serviram de base para a criação artística deste período. Os artistas trabalhavam com cores vivas e modificavam o formato destes objetos. A técnica de repetir várias vezes um mesmo objeto, com cores diferentes e a colagem foram muito utilizadas.



2. Materiais usados e técnicas

 

Os materiais mais usados pelos artistas da pop art eram derivados das novas tecnologias que surgiram em meados do século XX. Gomaespuma, poliéster e acrílico foram muito usados pelos artistas plásticos deste movimento.

 

Uma das principais técnicas usadas pelos artistas da pop art foi a serigrafia (impressão de grande quantidade de cópias a partir de um original). Fotografias, colagens e pinturas também foram muito utilizadas.

 

Pintura de uma lata de sopa da Campbells

Campbell's Soup I (1968): obra de Andy Warhol.

 


Outras características da Pop Art:

 

• A Pop Art estava muito em sintonia com a ascensão das celebridades no século XX. Figuras como Marilyn Monroe tornaram-se temas centrais em muitas peças da Pop Art.

 

• A Pop Art usou imagens reconhecíveis da vida cotidiana, o que significava que qualquer pessoa, independentemente do histórico, poderia "entender" ou se relacionar com a obra de arte.

 

• A Pop Art costuma usar a ironia para criticar os elementos comercializados da cultura urbana. As obras de arte às vezes transmitiam um senso de zombaria ou humor.

 

 

 

Principais artistas da Pop Art:

 

- Andy Warhol: maior representante da Pop Art. Além de pintor, foi também cineasta.

 

- Peter Blake: foi o criador da capa do disco Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.

 

- Wayne Thiebaud: pintor norte-americano que se destacou na criação de obras com teor humorístico e nostálgico.

 

- Roy Lichtenstein: pintor norte-americano que trabalhou muito com HQs (histórias em quadrinhos), criticando a cultura de massas.

 

- Jasper Johns: pintor norte-americano cuja obra principal foi Flag (Bandeira) de 1954.

 

- Richard Hamilton: artista plástico britânico, autor de O que exatamente torna os lares de hoje tão diferentes, tão atraentes? (1956). Esta obra foi feita utilizando colagem sobre papel.

 

- Pauline Boty: pintora e escritora inglesa. É considerada uma das precursoras da pop art. Pintou, principalmente, sobre a condição de vida das mulheres na década de 1960.

 

- Claes Oldenburg: pintor, artista gráfico e escultor norte-americano. É considerado um dos principais representantes da Pop Art nos EUA. Entre suas principais obras, podemos destacar: Dropped Cone (2001), Giant Balls (1977) e Bottle O' Notes (2018).

 

Foto de Andy Warhol em frente a uma de suas obras de arte

Andy Warhol: o principal representante da Pop Art.

 

 

Influências artísticas

 

A pop art exerceu uma grande influência no mundo artístico e cultural das épocas posteriores. Influenciou também o grafismo e os desenhos relacionados à moda.

 

Giant Balls, obra de pop art de Claes Oldenburg

Giant Balls (1977), obra de pop art de Claes Oldenburg.

 



RESUMO SOBRE A POP ART:

 

Origem e contexto histórico:

  - Surgiu no final da década de 1950 e início dos anos 1960.
  - Desenvolveu-se nos Estados Unidos e no Reino Unido.
  - Reação contra o elitismo da arte abstrata e do expressionismo abstrato.
  - Influência da cultura de massa e do consumo.


Características principais:

  - Uso de imagens e temas da cultura popular: publicidade, quadrinhos, televisão e cinema.
  - Estética baseada na reprodução em massa e na industrialização.
  - Apropriação de objetos e ícones do cotidiano.
  - Cores vivas e contrastantes.
  - Técnicas variadas: colagem, serigrafia, pintura a óleo, acrílico.


Principais temas:

  - Consumo e materialismo.
  - Celebração e crítica da cultura de massa.
  - Ícones e símbolos da sociedade contemporânea.
  - Relação entre arte e vida cotidiana.
  - Ironia e humor.


Principais artistas e obras:

  - Andy Warhol: "Marilyn Diptych", "Campbell's Soup Cans"
  - Roy Lichtenstein: "Whaam!", "Drowning Girl"
  - Claes Oldenburg: esculturas de objetos cotidianos em grande escala, como "Giant Hamburger"
  - James Rosenquist: "F-111"
  - Richard Hamilton: "Just What Is It That Makes Today's Homes So Different, So Appealing?"
  - Outros artistas importantes: Tom Wesselmann, Jasper Johns, Robert Rauschenberg.


Pop Art no Reino Unido

  - Richard Hamilton: considerado um dos fundadores do movimento.
  - Peter Blake: conhecido por "On the Balcony" e pela capa do álbum "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" dos Beatles.
  - David Hockney: obras que exploram a vida urbana e suburbana, como "A Bigger Splash".


Impacto e legado

  - Influência na moda, design, publicidade e cinema.
  - Desafios às fronteiras tradicionais entre alta cultura e cultura de massa.
  - Contribuição para o surgimento de movimentos subsequentes, como a arte conceitual e a arte pop japonesa.
  - Popularização da arte contemporânea e maior acessibilidade ao grande público.

 




Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Pop Art (Coleção Taschen 25 anos)

Autor: Osterwold, Tilman

Editora: Taschen do Brasil

 

Fonte de referência do artigo:

 

FARTHING, Stephen e CORK, Richard. Tudo sobre Arte. São Paulo: Editora Sextante, 2018.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.