Cubismo

O cubismo foi um movimento artístico que surgiu no início do século 20. Ele teve três fases e diversas características estéticas. Seu principal representante foi Pablo Picasso.


Obra cubista de Marcel Duchamp
Obra cubista de Marcel Duchamp

 

Origem e desenvolvimento

 

Este movimento artístico de vanguarda tem seu surgimento no século XX e é considerado o mais influente deste período. Com suas formas geométricas representadas, na maioria das vezes, por cubos e cilindros, a arte cubista rompeu com os padrões estéticos, que primavam pela perfeição das formas na busca da imagem realista da natureza. A imagem única e fiel à natureza tão apreciada pelos europeus desde o Renascimento, deu lugar a esta nova forma de expressão onde um único objeto pode ser visto por diferentes ângulos ao mesmo tempo. Dessa forma, os artistas cubistas romperam e se opuseram à linearidade clássica e propuseram novas experiências com a perspectiva.

 

O marco inicial do Cubismo ocorreu em Paris, em 1907, com a tela Les Demoiselles d''Avignon, pintura que Pablo Picasso levou um ano para finalizar. Nesta obra, este grande artista espanhol retratou a nudez feminina de uma forma inusitada, onde as formas reais, naturalmente arredondadas, deram espaço a figuras geométricas perfeitamente trabalhadas. Tanto nas obras de Picasso, quanto nas pinturas de outros artistas que seguiam esta nova tendência, como, por exemplo, o ex-fauvista francês – Georges Braque – há uma forte influência das esculturas africanas e também pelas últimas pinturas do pós-impressionista francês Paul Cézanne, que retratava a natureza através de formas bem próximas as geométricas. 

 

Na Europa está o maior número de artistas que se destacaram nesta manifestação artística, entre eles os mais conhecidos além dos precursores Pablo Picasso e Georges Braque são: Albert Gleizes,  Fernand Léger, Francis Picabia, Marcel Duchamp, Robert Delaunay, Roger de La Fresnaye e Juan Gris.   



Principais características da Arte Cubista:

 

- Oposição ao tradicionalismo nas artes plásticas, principalmente através da ruptura com a linearidade clássica.

 

- Experiências inovadoras e criativas através da perspectiva.

 

- Uso constante, nas obras de arte, de linhas retas, formas angulares e geométricas.

 

- Uma importante característica do Cubismo foi a presença do tridimensionalismo (representação de cenas em três dimensões).

 

- Exploração de cenas e elementos culturais da vida urbana e industrial, principalmente a mecanização da vida moderna.

 

- Os retratos também são muito presentes nas obras cubistas.

 

- Uso da técnica da colagem.

 

- Presença da sobreposição de planos.

 

- Representação da natureza de forma simples.

 

- O artista cubista não considerava a oposição entre claro e escuro.

 

- Uso de cores sóbrias (branco, preto, cinza, castanhos, laranja escuro, ocre, vermelho escuro, entre outras).

 

- Busca pela multiplicação dos pontos de vista.

 

- Presença de volumes fragmentados.

 

Pintura de Pablo Picasso retratando uma mulhere em frente ao espelho

Mulher em frente ao espelho (1932): pintura de Pablo Picasso.



Fases do Cubismo:

 

Historicamente o Cubismo se dividiu em duas fases: Analítico, até 1912, onde a cor era moderada e as formas eram predominantemente geométricas e desestruturadas pelo desmembramento de suas partes equivalentes, ocorrendo, desta forma, a necessidade de não somente apreciar a obra, mas também de decifra-la, ou melhor, analisa-la para entender seu significado. Já no segundo período, a partir de 1912, surge a reação a este primeiro momento, o Cubismo Sintético, onde as cores eram mais fortes e as formas tentavam tornar as figuras novamente reconhecíveis através de colagens realizadas com letras e também com pequenas partes de jornal.

 

- Cubismo Cézanniano (entre os anos de 1907 e 1909) - é a fase que dá início ao Cubismo. Período marcado pela forte presença das obras de Paul Cézanne.

 

- Cubismo Analítico (entre os anos de 1910 e 1912) - fase marcada pela união dos trabalhos criados separadamente por Picasso e Braque.

 

- Cubismo Sintético (entre os anos de 1913 e 1914) - fase marcada pelo uso de formas decorativas e cores marcantes.

 

Guitarra e Bandolim, obra cubista de Juan Gris

Guitarra e Bandolim (1919), obra cubista do pintor e ilustrador espanhol Juan Gris.

 

 

Principais obras do Cubismo no mundo:


- Les Demoiselles d'Avignon (Pablo Picasso)

 

- Mulher passando a ferro (Pablo Picasso)

 

- Guernica (Pablo Picasso)

 

- Velho guitarrista cego (Pablo Picasso)

 

- Autorretrato (Pablo Picasso)

 

- Jaqueline de mãos cruzadas (Pablo Picasso)

 

- Mulher chorando (Pablo Picasso)

 

- Mulher em frente ao espelho (Pablo Picasso)

 

- Nu descendo uma escada (Marcel Duchamp)

 

- Vaso Azul (Fernand Léger)

 

- Mulher com violão (Georges Braque)

 

- Natureza Morta (Georges Braque)

 

- Casas de L'Estaque (Georges Braque)

 

- Homem no Café (Juan Gris)

 

- Bananas (Juan Gris)

 

- Beer glass and cards (Juan Gris)

 

- Garrafas e faca (Juan Gris)

 

- Electrical prism (Robert Delaunay) 

 

- Lequipe de Cardiff (Robert Delaunay)

 

- O lanche - Mulher com colher de chá (Jean Metzinger)

 

- Três mulheres (Fernand Léger)

 

- Elementos mecânicos (Fernand Léger)

 

- Cabeça de um camponês (Kasimir Malevich)

 

Fruteira e Copo, obra de Georges Braque

Fruteira e Copo (1912), obra cubista de Georges Braque.

 

 

 

Literatura cubista

 

Embora tenha sido mais forte nas artes plásticas, o cubismo também se manifestou no campo literário. A literatura cubista apresentou como principais características: elaboração formal do texto, uso de impressão tipográfica e destaque para os espaços em preto e em branco. O mais importante representante da literatura cubista foi o escritor e poeta italiano Guillaume Apollinaire.



Cubismo no Brasil

 

Somente após a Semana de Arte Moderna de 1922 o movimento cubista ganhou terreno no Brasil. Mesmo assim, não encontramos artistas com características exclusivamente cubistas em nosso país. Muitos pintores brasileiros foram influenciados pelo movimento e apresentaram características do cubismo em suas obras. Neste sentido, podemos citar os seguintes artistas: Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Rêgo Monteiro e Di Cavalcanti.


Curiosidade:

 

- No MASP (Museu de Arte de São Paulo) existe um acervo de arte cubista. Neste museu é possível visualizar pinturas de Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Vicente do Rêgo Monteiro, entre outros.

 

Menina com Bandolim, pintura cubista de Pablo Picasso

Menina com Bandolim (1910), pintura cubista de Pablo Picasso.


Principais obras do Cubismo Brasileiro

 


- As margaridas de Mário (Anita Malfatti)

 

- A Estudante Russa (Anita Malfatti)

 

- Nu Cubista (Anita Malfatti)

 

- O homem amarelo (Anita Malfatti)

 

- Estudo (Nú) (Tarsila do Amaral)

 

- São Paulo – Gazo (Tarsila do Amaral)

 

- Antropofagia (Tarsila do Amaral)

 

- Pierrot (Di Cavalcanti)

 

- Samba (Di Cavalcanti)

 

- Mangue (Di Cavalcanti)

 

- Mulher sentada (Rego Monteiro)

 

- Pietá (Rego Monteiro)

 

- Vendedor de frutas (Rego Monteiro)

 

- Figura (Ismael Nery)





atualizado em 01/03/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Cubismo Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Referências de pesquisa:

 

- FARTHING, Stephen e CORK, Richard. Tudo sobre Arte. São Paulo: Editora Sextante, 2018.


- HODGE, Susie. Breve História da Arte. São Paulo: Editora Gustavo Gili, 2018.

 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Logotipo do site Suapesquisa.com em preto e branco Copyright © 2004 - 2021 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.