Cientologia

Cientologia  
O que é cientologia, crenças, autoconhecimento, origem, livros, cientologistas famosos

Hubbard - criador da cientologia
L. Ron Hubbard: criador da cientologia

 

O que é 

A cientologia é um sistema de crenças (também designada seita), criado em 1955 pelo escritor de ficção científica L. Ron Hubbard. Atualmente ela reúne adeptos, principalmente nos Estados Unidos.

A Igreja da Cientologia mistura aspectos da psicoterapia com elementos religiosos do hinduísmo, budismo e cristianismo. Os seguidores da cientologia acreditam na imortalidade, sendo que os seres humanos vão evoluindo até chegar ao estado de iluminação. Esta evolução não ocorre em apenas uma vida, mas sim em várias vidas através do processo de reencarnação. O ser espiritual, que é imortal, é chamado de “thetan”.

Autoconhecimento 

Os adeptos desta igreja passam por um processo científico para atingir o autoconhecimento. Entrevistas, exames, e até testes com detectores de mentiras (polígrafo) são usados neste processo. Os resultados deste processo são guardados para que os adeptos possam, futuramente, verificar o progresso obtido.

Livros 

Os livros que melhor definem a cientologia são: “Dianética: a moderna ciência da saúde mental”, "Dianética: A Evolução da Ciência" e "Ciência da Sobrevivência", escritos por L. Ron Hubbard

Cientologistas famosos 

A cientologia ganhou notoriedade graças aos adeptos famosos que fazem parte dela. Dentre eles, podemos citar: Tom Cruise (ator), John Travolta (ator), Jason Lee (ator), Priscilla Presley (atriz) entre outros.

Outras práticas, crenças e rituais da cientologia:

- Culto aos domingos;
- Batismos;
- Casamentos;
- Cerimônias religiosas;
- Ações de caridade.

 

___________________________

Veja também:

Religiões no Brasil

___________________________

Acessar Religião e Ciências Sociais

Página Inicial | Pesquisar Conteúdo | Trabalhos Escolares | Dicas de Estudo

 

 

Copyright © 2004  - 2012 Sua Pesquisa.Todos os direitos reservados. Este texto não pode ser reproduzido
sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.