Princesa Isabel

Princesa Isabel
Quem foi, realizações, biografia, leis que assinou, críticas da oposição

Princesa Isabel 
Princesa Isabel: assumiu o trono por três vezes

 

Quem foi

Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Gonzaga de Bragança, a Princesa Isabel, nasceu no palácio de São Cristóvão, na cidade do Rio de Janeiro no ano de 1846. Tornou-se a herdeira do trono brasileiro, após a morte prematura do irmão mais velho.

Principais realizações 

Filha de D.Pedro II, passou para a história do Brasil como a responsável pela assinatura da Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil, em 13 de maio de 1888.

Princesa Isabel era casada com um nobre francês, o Conde D’eu. Ela assumiu a regência do trono do Brasil em três situações em que o imperador estava viajando. Foi responsável também pela assinatura da Lei do Ventre Livre (1871), que estabeleceu liberdade aos filhos dos escravos a partir daquela data. 

Com o enfraquecimento da monarquia e o estado de saúde complicado do imperador, começou a receber muitas críticas e ataques de oposicionistas republicanos, que temiam a instauração de um terceiro reinado. Por ser francês, o marido da princesa também foi muito atacado neste momento.

Queda da monarquia e mudança para a Europa 

Após a queda da monarquia e a Proclamação da República (15 de novembro de 1889), foi morar, com a família real, na Europa. Morreu na França no ano de 1921.

 

________________________________

Veja também:

Abolição da Escravatura

_________________________________

Bibliografia indicada:

- Princesa Isabel do Brasil
  Autor: Barman, Roderick J.
  Editora: Unesp
  Temas: Biografia, História do Brasil

- Isabel, a "redentora" dos escravos
  Autor: Daibert, Robert
  Editora: Edusc
  Temas: Biografia, História do Brasil

_________________________________

Acessar História do Brasil

Página Inicial | Pesquisar Conteúdo | Trabalhos Escolares | Dicas de Estudo

 

 

 

Copyright © 2004 - 2012 Sua Pesquisa.Todos os direitos reservados. Este texto não pode ser reproduzido
sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.