Fases da Revolução Industrial
As três fases da Revolução Industrial e suas características, resumo


Interior de uma fábrica de tecidos na época da Primeira Revolução Industrial

 

Primeira Fase 

- Teve inicio na Inglaterra em meados do século XVIII. Espalhou-se durante a segunda metade do século para outros países da Europa.

- O pioneirismo inglês pode ser explicado pela existência no país de minas de carvão mineral (fonte de energia) e minério de ferro (matéria-prima).

- O capitalismo industrial teve grande impulso.

- Foi possível graças ao acumulo de capital.

- Invenção e uso de novos sistemas de transporte como, por exemplo, ferroviário (locomotivas a vapor) e navios a vapor. Estas invenções eram para suprir a necessidade de transporte de mercadorias em larga escala.

- Foi uma fase de transição do sistema de produção artesanal para o industrial. 

- Houve a invenção de diversas máquinas movidas a vapor.

- Os trabalhadores das fábricas recebiam salários baixos, enfrentam péssimas condições de trabalho e não tinham direitos trabalhistas.

- Houve o uso de mão-de-obra infantil e feminina com salários abaixo dos homens.

- Busca de matérias- primas e mercados consumidores na África e Ásia, através do neocolonialismo.

Segunda Fase

- Teve inicio nos Estados Unidos no final do século XIX e começo do século XX.

- Criação e uso de novas tecnologias como, por exemplo, veículos automotores e aviões (carros, ônibus, etc).

-  Houve também um significativo aperfeiçoamento nas tecnologias usadas nas máquinas industriais que se tornaram mais eficientes.

- Sistemas de produção mais eficientes, resultando em maior produtividade com redução de custos como, por exemplo, o fordismo.

- Uso do petróleo e energia elétrica como fontes de energia principais.

- Avanços na área de telecomunicações como, por exemplo, telefone e rádio.

Terceira Fase

- Liderada também pelos Estados Unidos, teve inicio com o final da Segunda Guerra Mundial (meados do século XX). É a fase que vivemos até a atualidade.

- Introdução do uso de novas fontes de energia como, por exemplo, a nuclear.

- Desenvolvimento e início do uso da informática, principalmente por parte de empresas e governos. Posteriormente para todas as pessoas.

- Melhorias nas condições de trabalho com ampliação dos direitos trabalhistas.

- Fortalecimento do sistema capitalista.

- Crescimento econômico do Japão e da Alemanha que passam a figurar como potências econômicas na segunda metade do século XX.

- Desenvolvimento da Genética e da Biotecnologia, oferecendo novos recursos para a área médica e fortalecendo a indústria de medicamentos.

- Desenvolvimento da Globalização, principalmente após o fim da Guerra Fria, que trouxe um novo cenário nas relações econômicas e formas de produção.

- No final do século XX e começo do XXI, temos o desenvolvimento da Internet que alavancou o mundo do comércio e das finanças.

- Inicio, a partir da década de 1970, das preocupações com o Meio Ambiente (aquecimento global, efeito estufa, desmatamentos, extinção de espécies animais, buraco na camada de ozônio). Vale lembrar que grande parte destes problemas ambientais foram causados pela Revolução Industrial desde sua primeira fase.

- Aumento da importância, no cenário econômico global, dos países emergentes (China, Rússia, Brasil e Índia).

 

 

 

 

__________________________________________

Veja também:

Revolução Industrial

Segunda Revolução Industrial

Terceira Revolução Industrial

Capitalismo Industrial

Filmes sobre a Revolução Industrial

Livros sobre a Revolução Industrial

__________________________________________

Bibliografia indicada

-  A Revolução Industrial - Coleção Discutindo a História
   Autor: Canedo, Leticia Bicalho
   Editora: Atual
   Temas: História Geral

__________________________________________

 

 

Acessar História

Página Inicial | Pesquisar Conteúdo | Trabalhos Escolares | Dicas de Estudo

 

 

 

 

Copyright © 2004 - 2013 Sua Pesquisa. Todos os direitos reservados. Este texto não pode ser reproduzido
sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.