logo sua pesquisa

Região Metropolitana de Campinas - RMC
O que é, cidades, dados, economia, localização, características, problemas atuais, PIB, população

Campinas, RMC Campinas: maior cidade da RMC

 

O que é

A RMC (Região Metropolitana de Campinas) é uma região formada pela cidade de Campinas e 18 municípios vizinhos. Está localizada geograficamente na região centro-leste do estado de São Paulo. É a segunda região metropolitana mais rica e desenvolvida do estado de São Paulo, ficando atrás apenas da região metropolitana da cidade de São Paulo. Ela foi criada através de lei estadual (nº 870), em 19 de junho de 2000.

Cidades que compõe a RMC

- Americana
- Artur Nogueira
- Campinas
- Cosmópolis
- Engenheiro Coelho
- Holambra
- Hortolândia
- Indaiatuba
- Itatiba
- Jaguariúna
- Monte Mor
- Nova Odessa
- Paulínia
- Pedreira
- Santa Bárbara d'Oeste
- Santo Antônio de Posse
- Sumaré
- Valinhos
- Vinhedo

Economia (principais dados e características)

- Desenvolvimento econômico elevado, apresentando PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 90 bilhões (estimativa 2012). Representa cerca de 1,8% do PIB Nacional.

- O PIB per Capita é de R$ 31.400, bem acima do PIB per capita nacional que é de R$ 12.000.

- Economia dinâmica e diversificada com forte presença de indústrias de ponta, montadoras de veículos, empresas de tecnologia e prestadoras de serviços diversificados.

- Ampla infraestrutura com presença de malha rodoviária moderna, aeroporto internacional (Viracopos), ferrovias e etc.

- Presença de importante Polo Têxtil, situado na região dos municípios de Americana, Hortolândia, Sumaré, Nova Odessa e Santa Bárbara do Oeste.

- Presença do Polo de Alta Tecnologia (CIATEC - Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia de Campinas), que agrega várias empresas de tecnologia de ponta, incubadoras e desenvolvimento de pesquisa.

- A maior refinaria de petróleo da Petrobrás, a REPLAN, fica na RMC, na cidade de Paulínia.

- Presença de importante Polo Têxtil, situado na região dos municípios de Americana, Hortolândia, Sumaré, Nova Odessa e Santa Bárbara do Oeste.

- Existência de mercado de trabalho dinâmico, com muitas oportunidades em diversos segmentos. O índice de desemprego na RMC  é baixo (em trono de 4%). Há mão-de-obra qualificada na região, formada em ótimas universidades (destaque para a Unicamp), escolas técnicas e faculdades particulares.

Outros dados importantes:

- Extensão territorial: 3.647 km²

- A população da RMC é de 2.866.453 (estimativa IBGE 2012).

- Densidade demográfica: 746,35 hab./km²

- IDH (Índice de Desenvolvimento Humano): 0,835 (elevado) – Pnud 2000

Problemas atuais

- Com o aumento populacional e desenvolvimento urbano nos últimos 20 anos, a RMC começou a apresentar vários problemas típicos de grandes centros urbanos. Entre eles, podemos citar o aumento da criminalidade e violência, poluição do ar, trânsito intenso (principalmente em Campinas) e tráfico de drogas.

- Com o processo intenso de urbanização dos últimos 20 anos, ocorreu um significativo aumento do desmatamento na região, diminuíndo as áreas verdes (principalmente vegetação nativa) e as áreas rurais. Estas áreas foram ocupadas por indústrias, rodovias, condomínios residenciais, shoppings e etc.

- Com o aumento populacional e valorização de terrenos e imóveis nos últimos 10 anos, ocorreu também um significativo aumento do custo de vida nos municípios integrantes da RMC.

 

 

 

_______________________________________________

Veja também:

Cidade de Campinas

Regiões Metropolitanas

Urbanização

Conurbação

_______________________________________________

Bibliografia indicada:

- Região Metropolitana de Campinas - urbanização, economia, finanças e meio ambiente (volumes 1 e 2)
  Autor: Cano, Wilson
  Editora: Unicamp
  Temas: Geografia Urbana / Economia Brasileira

________________________________________

 

 

 

Acessar Geografia do Brasil

Página Inicial | Pesquisar Conteúdo | Trabalhos Escolares | Dicas de Estudo

 

Copyright © 2004 - 2013 Sua Pesquisa.Todos os direitos reservados. Este texto não pode ser reproduzido
sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.