Protocolo de Kyoto

O que é, objetivos, ações, diminuição do aquecimento global, gases poluentes


Objetivo é diminuir a emissão de gases poluentes e o aquecimento global
Objetivo é diminuir a emissão de gases poluentes e o aquecimento global

 

Introdução 

 

O Protocolo de Kyoto é um instrumento internacional, ratificado em 15 de março de 1998, que visa reduzir as emissões de gases poluentes. Estes, são responsáveis pelo efeito estufa e o aquecimento global. O Protocolo de Kyoto entrou oficialmente em vigor no dia 16 de fevereiro de 2005, após ter sido discutido e negociado em 1997, na cidade de Kyoto (Japão).

 

Objetivos e Informações 

 

No documento, há um cronograma em que os países são obrigados a reduzir, em 5,2%, a emissão de gases poluentes, entre os anos de 2008 e 2012 (primeira fase do acordo). Os gases citados no acordo são: dióxido de carbono, gás metano, óxido nitroso, hidrocarbonetos fluorados, hidrocarbonetos perfluorados e hexafluoreto de enxofre. Estes últimos três são eliminados principalmente por indústrias.



A emissão destes poluentes deve ocorrer em vários setores econômicos e ambientais. Os países devem colaborar entre si para atingirem as metas. O protocolo sugere ações comuns como, por exemplo:



- aumento no uso de fontes de energias limpas (biocombustíveisenergia eólicabiomassa e solar);



- proteção de florestas e outras áreas verdes;



- otimização de sistemas de energia e transporte, visando o consumo racional;



- diminuição das emissões de metano, presentes em sistemas de depósito de lixo orgânico;

 

- definição de regras para a emissão dos créditos de carbono (certificados emitidos quando há a redução da emissão de gases poluentes).



Expectativas 

 

Os especialistas em clima e meio ambiente esperam que o sucesso do Protocolo de Kyoto possa diminuir a temperatura global entre 1,5 e 5,8º C até o final do século XXI. Desta forma, o ser humano poderá evitar as catástrofes climáticas de alta intensidade que estão previstas para o futuro.

 

Resultados do Protocolo de Kyoto após 10 anos

 

Em 2015 completou 10 anos da entrada em vigor do acordo mundial que visa reduzir a emissão de gases do efeito estufa. Porém, dados divulgados em fevereiro de 2015 apontam que o acordo não atingiu seus objetivos iniciais, pois entre os anos de 2005 e 2012 houve um aumento da emissão mundial destes gases em 16,2%.

 

Por outro lado, especialistas em clima afirmam que o pacto gerou alguns benefícios. Estes estudiosos dizem que se não houvesse o Protocolo de Kyoto, as emissões de gases do efeito estufa teriam sido muito maiores, aumentando os efeitos nocivos do aquecimento global no planeta. O protocolo também foi benéfico no sentido de incentivar a adoção de medidas governamentais práticas como o objetivo de diminuir os impactos climáticos negativos. Também foi positivo, pois alertou a população mundial para o problema das mudanças climáticas, além de estimular o uso de fontes de energia limpa (eólica e solar).

 

Vale lembrar que o Protocolo de Kyoto ainda está em vigor, pois houve o estabelecimento de novas metas que deverão ser alcançadas até o ano de 2020. O grande problema é que, até o começo de 2015, apenas 23 países tinham aderido aos novos objetivos do acordo.


 



Impressão Google+


Protocolo de Kyoto Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- O Protocolo de Kyoto e seus créditos de carbono
  Autor: Sabbag, Bruno K.
  Editora: LTR
  Temas: Meio Ambiente, Ecologia, Aquecimento Global, Direito Ambiental

 

- Protocolo de Kyoto e os Mecanismos
  Autor: Grau Neto, Werner
  Editora: Fiuza Editores
  Temas: Geografia, Meio Ambiente, Ecologia

 

- Mercado de Carbono e Protocolo de Kyoto
  Autor: Sister, Gabriel
  Editora: Campus Juridico
  Temas: Direito Ambiental


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2015 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.