Escola Moderna

Escola Moderna 
Escola tradicional x Escola moderna, salas de aula, métodos de ensino, professores, família na escola

escola moderna
Escola atual: mudanças necessárias

Introdução 

Basta entrarmos numa escola atual para verificarmos que ela reproduz o mesmo sistema da época dos nossos avós. A sociedade, a família e o mundo do trabalho mudaram, mas a maioria das escolas brasileiras continuam repetindo o mesmo modelo. São poucas escolas que buscaram inovações e um sistema educacional mais moderno, visando à qualidade de ensino. Apresentaremos abaixo, princípios de um modelo educacional que seria mais eficiente e adequado para o mundo atual. 

Salas de aula

As escolas tradicionais não se preocupam com o espaço físico da sala de aula. Grande parte delas possuem espaços compostos apenas por carteiras, lousa e cortinas. Ou seja, um ambiente pouco estimulante para as crianças e adolescentes de hoje. A inovadora proposta de sala de aula ambiente é pouco utilizada pelas escolas, pois estas não são favoráveis à circulação de alunos de uma sala para a outra ou rejeitam a ideia pelo custo de implantação.
As salas-ambiente são interessantes e funcionam bem, quando implementadas corretamente, pois oferecem mais recursos e estímulos aos alunos. Numa sala-ambiente de História, por exemplo, podemos ter mapas, livros paradidáticos, dvd com filmes temáticos, revistas entre outros recursos. As mesas podem ficar dispostas de forma a facilitar o trabalho em equipe, e não em fileiras, como numa sala tradicional.
A quantidade de alunos por sala de aula também é um problema. Muitas escolas colocam 30, 40 e até mesmo 50 alunos por sala. Nestes casos, a qualidade do ensino cai muito, pois o professor não pode oferecer um atendimento mais individualizado, buscando sanar as dificuldades de aprendizado dos alunos. Sem contar que o excesso de alunos por sala é um dos fatores geradores de indisciplina.

Método de Ensino

As escolas tradicionais ainda trabalham com o sistema que privilegia a quantidade de informação, misturando os conteúdos significativos com os de pouco significado para aquele momento. Questionários são usados para reforçar o conteúdo e as avaliações servem apenas para medir a assimilação destes conteúdos. 
O ideal seria que fossem trabalhados conteúdos significativos para a formação do aluno. Qual conhecimento seria mais importante para um aluno? Conhecer os conflitos políticos na época imperial ou saber como funciona nosso sistema político atual e para que ele serve em nosso dia-a-dia?
As atividades deveriam deixar de lado o sistema repetitivo para dar espaço para a criatividade, pesquisa e produção de conhecimentos. Afinal de contas, são estas qualidades exigidas no mercado de trabalho atual.
Além dos conteúdos é necessário que a escola favoreça o desenvolvimento de atitudes positivas, atuando na formação do indivíduo. Respeito, paz, convivência harmônica, solidariedade e princípios de cidadania devem ser levados a sério e incluídos nos programas pedagógicos de forma prática e eficiente. 

Professores 

O que vemos hoje em dia é uma crise na carreira do magistério. Pesquisas indicam a insatisfação de grande parte dos professores e os órgãos públicos apontam uma carência destes profissionais em diversas áreas. Os baixos salários fazem muitos professores trabalharem em duas ou até três escolas. Resultado: professores cansados e com pouco tempo e recursos para fazerem cursos e preparem aulas com qualidade.
A solução passa diretamente pela valorização do magistério, principalmente, com melhores salários. Podemos pegar como exemplo o caso da Coreia do Sul, país onde os professores são bem remunerados, sendo que em contrapartida devem se dedicar exclusivamente a uma escola. Trabalhando em apenas uma escola, o professor pode se envolver mais nas questões pedagógicas e conhecer melhor seus alunos, ganhando tempo para produzir suas aulas e atividades. 
Na Coreia do Sul houve um salto significativo na qualidade da educação nas últimas décadas, sendo que o mesmo poderia acontecer com o Brasil, caso houvesse um forte investimento no magistério.

Família 

De nada adianta a escola trabalhar como uma proposta educacional se a família, no ambiente do lar, fizer o contrário. Os pais devem participar mais da vida escolar dos filhos, colaborando para o aprendizado e crescimento dos alunos. Cabe às escolas criarem espaços e sistemas para incluir os pais no processo educativo. Família e escola, trabalhando juntos, podem garantir melhores resultados na educação.

 

_________________________________

Veja também:

Dia do Professor

_________________________________

Bibliografia indicada:

- A Escola e o conhecimento
  Autor: Cortella, Mario Sérgio
  Editora: Cortez
  Temas: Pedagogia

_________________________________


Acessar Educação

Página Inicial | Pesquisar Conteúdo | Trabalhos Escolares | Dicas de Estudo

 

 

 

Copyright © 2004 - 2012 Sua Pesquisa.Todos os direitos reservados. Este texto não pode ser reproduzido
sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.