Montesquieu

Biografia, obras principais, frases, idéias defendidas, filósofo iluminista


Montesquieu: importante filósofo do Iluminismo
Montesquieu: importante filósofo do Iluminismo

 

Introdução 



Charles de Montesquieu foi um importante filósofo, político e escritor francês. Nasceu em 18 de janeiro de 1689, na cidade de Bordeaux (França). É considerado um dos grandes filósofos do iluminismo.

 

Biografia



Montesquieu nasceu numa família nobre francesa. Estudou numa escola religiosa de oratória. Após concluir a educação básica, foi estudar na Universidade de Bordeaux e depois em Paris. Nestas instituições teve contato com vários intelectuais franceses, principalmente, com aqueles que criticavam a monarquia absolutista.

 

Com a morte do pai em 1714, retornou para a cidade de Bordeaux, tornando-se conselheiro do Parlamento da cidade. Nesta fase,viveu sob a proteção de seu tio, o barão de Montesquieu. Com a morte do tio, Montesquieu assume o título de barão, a fortuna e o cargo de presidente do Parlamento de Bordeaux. 

 

Em 1715, Montesquieu casou-se com Jeanne Lartigue. Tornou-se membro da Academia de Ciências de Bordeaux e, nesta fase, desenvolveu vários estudos sobre ciências. Porém, após alguns anos nesta vida, cansou-se, vendeu seu título e resolveu viajar pela Europa. Nas viagens começou a observar o funcionamento da sociedade, os costumes e as relações sociais e políticas. Entre as décadas de 1720 e 1740, desenvolveu seus grandes trabalhos sobre política, principalmente, criticando o governo absolutista e propondo um novo modelo de governo.

 

Em 1729, enquanto estava em viagem pela Inglaterra, foi eleito membro da Royal Society.

 

Montesquieu morreu em 10 de fevereiro de 1755, na cidade de Paris.

 

Visão política e idéias


- Era contra o absolutismo (forma de governo que concentrava todo poder do país nas mãos do rei).

 

- Fez várias críticas ao clero católico, principalmente, sobre seu poder e interferência política.

 

- Defendia aspectos democráticos de governo e o respeito as leis.

 

- Defendia a divisão do poder em três: Executivo, Legislativo e Judiciário.



Obras principais

- Cartas Persas (1721)

- O Espírito das Leis (1748) 

- Considerações sobre as causas da grandeza dos romanos e de sua decadência

- Contribuições para a Encclopédia (organizada por Diderot e D'Alembert)



Frases de Montesquieu

- "Um governo precisa apenas vagamente o que a traição é, e vai contribuir para o despotismo".

- "A pessoa que fala sem pensar, assemelha-se ao caçador que dispara sem apontar." 

- "Leis inúteis enfraquecem as leis necessárias."

- "Quanto menos os homens pensam, mais eles falam" 




Impressão Google+


Montesquieu Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- Diálogo no inferno entre Maquiável e Montesquieu
  Autor: Joly, Maurice
  Editora: Unesp
  Temas: Filosofia

 

- Montesquieu e Rousseau
  Autor: Durkheim, Emile
  Editora: Madras
  Temas: Filosofia

 

- Montesquieu
  Autor: Starobinski, Jean
  Editora: Companhia das Letras
  Temas: Filosofia 


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2015 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.