Charles Chaplin

Biografia deste importante representante do arte cinematográfica, principais filmes, o personagem Carlitos, Tempos Modernos, O Grande Ditador entre outros, frases


Chaplin: o gênio do cinema mudo
Chaplin: o gênio do cinema mudo

 

Introdução 

 

Chaplin nasceu em Londres no ano de 1889 e iniciou sua carreira como mímico, fazendo excursões para apresentar sua arte. Em 1913, durante uma de suas viagens pelo mundo, este grande ator conheceu o cineasta Mack Sennett, em Nova York (Estados Unidos), que o contratou para estrelar seus filmes.  

 

Vida e obras 

 

Seu personagem mais famoso foi o vagabundo Carlitos, oprimido e engraçado, este personagem denunciava as injustiças sociais. De forma inteligente e engraçada, este grande artista sabia como fazer rir e também chorar. 

 

Em 1918, no auge de seu sucesso, ele abriu sua própria empresa cinematográfica, e, a partir daí, fazia seus próprios roteiros e dirigia seus filmes. Crítico ferrenho da sociedade, ele não se cansava de denunciar os grandes problemas sociais, tais como a miséria e o desemprego. Produziu grandes obras como: O Circo, Rua de Paz e Luzes da Cidade.  Pelo filme O Circo, Chaplin ganhou em 1929 seu primeiro Oscar Honorário.

 

Adepto ao cinema mudo, o também cineasta, era contra o surgimento do cinema sonoro, mas como grande artista que era, logo se adaptou e voltou a produzir verdadeiras obras primas: O Grande Ditador (crítica ao fascismo), Tempos Modernos e Luzes da Ribalta.

 

Na década de 1930 seus filmes foram proibidos na Alemanha nazista, pois foram considerados subversivos e contrários a moral e aos bons costumes. Porém, na verdade, representavam uma crítica ao sistema capitalista, à repressão, à ditadura e ao sistema autoritário que vigorava na Alemanha no período. Mas o sucesso dos filmes foi grande em outros países, sendo traduzido para diversos idiomas (francês, alemão, espanhol, português). 

 

Em 1965, publicou sua autobiografia, Minha Vida. Em 1972, Charles Chaplin foi premiado com o Oscar Honorário de melhor trilha sonora pelo filme Luzes da Ribalta.

 

Em 1977, o mundo perdeu um dos grandes representantes da história do cinema.

 

Filmografia de Chaplin (curtas e longas-metragens principais)

 

- O idílio desfeito -1914

- Carlitos, guarda noturno - 1917

- O imigrante - 1917

- Vida de cachorro - 1918

- Ombro, armas ou Carlitos na trincheira - 1918

- Os clássicos vadios - 1921

- O garoto - 1921

- Dia de pagamento - 1922

- Casamento ou luxo? - 1923

- Em busca do ouro - 1925

- O circo - 1928 

- Luzes da cidade - 1931

- Tempos modernos - 1936

- O grande ditador -1940

- Monsieur Verdoux - 1947

- Luzes da ribalta - 1952

- Um rei em Nova York - 1957

- A revista do Carlitos - 1959

- A condessa de Hong Kong - 1967

 

Frases de Chaplin

 

- "Mais do que máquinas, necessitamos de humanidade".

 

- "A persistência é o caminho do sucesso".

 

- "Acredito que o pecado é realmente um mistério tão grande quanto a virtude".

 

- "Eu tenho muitos problemas em minha vida. Mas meus lábios não sabem disto. Eles sempre sorriem".

 

- "Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado".




Impressão Google+


Charles Chaplin Temas Relacionados
Bibliografia Indicada


Minha vida - Charles Chaplin

Autor: Chaplin, Charles

Editora: José Olympio

Ano de publicação: 2015

Temas do livro: Biografia, História do Cinema


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2016 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.