Charles Chaplin

Biografia deste importante representante do arte cinematográfica, principais filmes, o personagem Carlitos, Tempos Modernos, O Grande Ditador entre outros, frases


Chaplin: o gênio do cinema mudo
Chaplin: o gênio do cinema mudo

 

Introdução 

 

Chaplin nasceu em Londres no ano de 1889 e iniciou sua carreira como mímico, fazendo excursões para apresentar sua arte. Em 1913, durante uma de suas viagens pelo mundo, este grande ator conheceu o cineasta Mack Sennett, em Nova York (Estados Unidos), que o contratou para estrelar seus filmes.  

 

Vida e obras 

 

Seu personagem mais famoso foi o vagabundo Carlitos, oprimido e engraçado, este personagem denunciava as injustiças sociais. De forma inteligente e engraçada, este grande artista sabia como fazer rir e também chorar. 

 

Em 1918, no auge de seu sucesso, ele abriu sua própria empresa cinematográfica, e, a partir daí, fazia seus próprios roteiros e dirigia seus filmes. Crítico ferrenho da sociedade, ele não se cansava de denunciar os grandes problemas sociais, tais como a miséria e o desemprego. Produziu grandes obras como: O Circo, Rua de Paz e Luzes da Cidade.  Pelo filme O Circo, Chaplin ganhou em 1929 seu primeiro Oscar Honorário.

 

Adepto ao cinema mudo, o também cineasta, era contra o surgimento do cinema sonoro, mas como grande artista que era, logo se adaptou e voltou a produzir verdadeiras obras primas: O Grande Ditador (crítica ao fascismo), Tempos Modernos e Luzes da Ribalta.

 

Na década de 1930 seus filmes foram proibidos na Alemanha nazista, pois foram considerados subversivos e contrários a moral e aos bons costumes. Porém, na verdade, representavam uma crítica ao sistema capitalista, à repressão, à ditadura e ao sistema autoritário que vigorava na Alemanha no período. Mas o sucesso dos filmes foi grande em outros países, sendo traduzido para diversos idiomas (francês, alemão, espanhol, português). 

 

Em 1965, publicou sua autobiografia , Minha Vida. Em 1972, Charles Chaplin foi premidado com o Oscar Honorário de melhor trilha sonora pelo filme Luzes da Ribalta.

 

Em 1977, o mundo perdeu um dos grandes representantes da história do cinema.

 

Filmografia de Chaplin (longas-metragens principais)

 

O idílio desfeito -1914

Os clássicos vadios - 1921

O garoto - 1921

Casamento ou luxo? - 1923

Em busca do ouro - 1925

O circo - 1928 

Luzes da cidade - 1931

Tempos modernos - 1936

O grande ditador -1941

Monsieur Verdoux - 1947

Luzes da ribalta - 1952

Um rei em Nova York - 1957

A condessa de Hong Kong -1967

 

Frases de Chaplin

 

- "Mais do que máquinas, necessistamos de humanidade"

 

- "A persistência é o caminho do sucesso."

 

- "Acredito que o pecado é realmente um mistério tão grande quanto a virtude."

 

- "Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado."




Impressão Google+


Charles Chaplin Temas Relacionados

Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2015 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.